Impasse com Antony pode dar outra chance à dupla Pato e Pablo no São Paulo

Como a performance do ataque do São Paulo é alvo de críticas neste início de temporada, Pablo e Pato passaram a ser os principais candidatos para perder uma vaga com o retorno de Antony, após defender a seleção olímpica. No entanto, o Ajax ainda não solucionou as pendências burocráticas em relação à contratação do jovem de 19 anos, e por isso, os dois podem ser mantidos no time titular do Tricolor paulista na partida de amanhã, em Barueri, contra o Oeste.

Antony já realizou os exames médicos na última terça-feira e o São Paulo enviou toda a documentação para a Europa. Os holandeses, porém, ainda têm tempo para concretizarem a transação. Segundo apurou o UOL Esporte, a transferência e a liberação do seguro podem ser concluídas até o dia 25 deste mês. Quando tiver com tudo assinado, o jogador poderá atuar pelo São Paulo até o segundo semestre, pois a janela de transferência para a Holanda está fechada.

O garoto teve uma programação de treinamentos diferente do restante do elenco nesta semana. Ainda assim, Diniz sabe que existe a possibilidade de Antony ser liberado nas próximas horas e até estuda uma maneira de montar o time com ele entre os 11. Dessa maneira, o atleta participou de atividades sem contato físico e menor potencial para lesões (como um treino fantasma) na equipe titular.

Caso Antony seja mesmo liberado para atuar, a maior tendência é de Pato ser mantido no time. Apesar de ainda não ter balançado as redes neste ano (o último gol dele foi em agosto de 2019, contra o Santos), o camisa 7 vive um melhor momento do que Pablo.

O Tricolor paulista volta a treinar hoje de manhã, no CT da Barra Funda. No total neste início de temporada, o São Paulo anotou seis gols em seis partidas. Após o empate sem gols contra o Corinthians, o time está na terceira posição do Grupo C do Campeonato Paulista.

UOL

Anúncios

10 comentários

  1. Jogando em posições trocadas fica difícil assim alguém fazer na mão de Sampaoli eles seriam artilheiros de olhos fechados , até o sasha fez gol com ele

  2. Acho que teríamos tudo para ter um time com o mesmo formato tático do flamengo, um 442, o qual encaixaria melhor com as características dos nossos jogadores.

    Vejam, suponhemos que a linha defensiva se mantenha, a partir do meio campo teríamos uma dupla de volantes com Tchê tchê (pela direita) e Hernanes (pela esquerda), uma dupla de meias com Igor Gomes (pela esquerda) e Daniel Alves (pela direita), com uma dupla de ataque com Pablo e Pato se movimentando constantemente, sem referência, até por que não é característica de nenhum deles ser a referência. Quando Antony puder jogar entra no lugar de Pablo.

    Esse formato pode manter a característica de posse de bola e variar para o 433 se necessário e deixa os jogadores em suas posições confortáveis, como Daniel Alves na meia direita, Hernanes de segundo volante jogando de frente para a área adversária, Pato como segundo atacante se movimentando entre a linha do meio e da defesa adversária e Igor Gomes jogando na meia esquerda encostando mais nos atacantes. O meio ficaria mais forte por ter quatro jogadores e controlariamos melhor o jogo.

    Sei lá, minha opinião.

    • Também daria de encaixar num 352. Com o Juanfran pela direita na zaga, com Daniel Alves na ala direita, Reinaldo na ala esquerda, Tchê tchê e Hernanes no meio, Igor Gomes jogando de enganche com Pato e Antony na frente.

  3. Não gosto disso. Jogador vendido tem que ser jogador entregado. O Anthony que gosta de apanhar vai continuar assim? Sua cabecinha vai estar no São Paulo ou no Ajax? Se no primeiro jogo que ele pipocar, banco nele e coloca alguém do elenco na direita. Ah! Esqueci, o Fernando Diniz não gosta de jogadas de ponta, então o Anthony não vai fazer falta.

  4. Poderia jogar no 4-3-1-2, aí sim teríamos os dois enfiados de lado e no ataque. Não posso criticar o Pablo de centroavante, até porque tá jogando de meia, também não tem como criticar o Pato de centroavante, porque não sabe jogar encaixotado entre os zagueiros. Então a crítica vai para o treinador que insiste e não extrai o melhor das peças. Sem falar no Toro que entra colocado na ponta direita, tendo uma única jogada, que é produtiva, em sua carreira, de vir pela esquerda e puxar pra dentro para o chute. Se ajude também Diniz.

  5. Rapaz não vejo Antony fazendo a diferença nesse time, não fez o ano passado, não fazer agora que está vendido, e está preocupado em ir embora pra Holanda, deixa ele seguir a vida dele, e tenta arrumar esse esquema tático que não funciona.

  6. Daria um “descanso” no banco ao Pablo iria de:
    4-1-3-2 quatro defensores, um volante, três meias e dois atacantes
    Volpi
    Dani Alves
    Bruno Alves
    Arboleda
    Liziero ou Everton ou Welington
    Tchê Tchê
    Antony
    Hernanes
    Igor Gomes
    Vitor Bueno
    Pato
    Reinaldo na minha opinião é péssimo na marcação e razoável no apoio ( também sacaria do time titular )
    Rodrigo Nestor começaria dando oportunidades aos poucos para aclimatar-se ao profissional.
    Esse time acima com está formação acho muito bom, ainda teria como opções Juanfran, os citados Everton, Welington, Rodrigo Nestor…..Toró, Brenner, Pablo, Rojas ( infelizmente com duas contusões seguidas ), Diego, Luan…boas opções de banco

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!