Árbitro relata na súmula a visita de Ricardo Rocha antes de clássico aos vestiários

Em meio as reclamações sobre a atuação do árbitro paranaense Rodolpho Toski Marques, Andrés Sanchez foi irônico ao revelar seu incômodo pelo fato de Ricardo Rocha, coordenador de futebol do São Paulo, ter ido ao vestiário dos árbitros antes do clássico desse sábado, que terminou em 1 a 1 e teve um gol legal não validado de Danilo e um pênalti não marcado em Romero.

“Tinha diretor do São Paulo ali dentro antes do jogo também. Mas isso é normal”, disparou o mandatário corintiano.

A informação foi confirmada na súmula da partida, divulgada cerca de uma hora após o fim do Majestoso em Itaquera.”Informo que antes do início da partida compareceu ao vestiário da arbitragem o Sr Ricardo Rocha, diretor da equipe São Paulo F.C., após solicitar autorização ao inspetor da partida, com o objetivo de cumprimentar e desejar sucesso para a arbitragem”, escreveu o juiz da partida.

Raí, diretor-executivo do clube do Morumbi, defendeu seu companheiro e tentou minimizar a questão levantada por Andrés Sanchez.

“Esse é um jogo de palavras midiático do Andrés. O Ricardo Rocha cumprimenta, não só o árbitro, mas os adversários em todos os jogos. Ficou conversando 20 minutos antes do jogo com o próprio Andrés. Contra o Flamengo, conversou com o Dorival. É cordialidade, apenas”, explicou.

Leia a súmula completa da partida:

“Informo que antes do início da partida compareceu ao vestiário da arbitragem o Sr Ricardo Rocha, diretor da equipe São Paulo F.C., após solicitar autorização ao inspetor da partida, com o objetivo de cumprimentar e desejar sucesso para a arbitragem. Antes de sair, disse que seus jogadores estariam orientados a respeitar as decisões da arbitragem. Relato também que após o término da partida compareceu ao vestiário da arbitragem o Sr. Alessandro Nunes, diretor da equipe S.C. Corinthians, após solicitar autorização ao inspetor e ao árbitro da partida, com o objetivo de pedir desculpas para qualquer ato exagerado que pudesse ter ocorrido, compreendendo a pressão que todos os envolvidos no futebol sofrem, desejando que a arbitragem tenha mais apoio e sucesso na sequência da temporada”

Gazeta Esportiva

21 comentários

  1. Se a conversa foi tão produtiva, a ponto do juiz “garantir” praticamente “o assalto” à escória …, porquê não fizeram antes ???

    Outra inocente pergunta:

    O que o Ricardo Rocha faz no SPFC ???

    Lembro que ele jogou bem, mas não deixou raízes no tricolor, e além disso, era sócio de empresários de jogadores.

  2. Nenê nunca deveria ter sido contratado pra ser o cara do meio campo. Ele deveria ter vindo como ótima opção pra entrar nas partidas, jogar algumas outras e ajudar o elenco. Deram carta branca, depois tiraram, e o perfil do jogador é esse aí.

    Esse video da comemoração já escancarou o problema, e não é a contusão do Everton. O Aguirre perdeu o grupo.

  3. Nenê não fez o certo.
    Mas está claro que o Aguirre perdeu o grupo, suas modificações prejudicam o time.
    Insistência em edmar/Reinaldo
    Improvisar R. Caio de lateral
    Bruno Perez de ponta
    Arboleda banco sem explicação

    A moda agora é 3 zagueiros com 3 volantes. Os garotos tem oportunidade, e mesmo indo bem desaparecem.
    Luan foi bem contra o Cruzeiro e sumiu vários jogos.

    Se Brenner, Helinho, Luan, Antony não são a solução será que Edmar é mais um zagueiro tem resolvido?

    Nosso time tem na sua história própror o jogo, toque de bola. Aguirre é cara do Corinthians.

  4. O aguirre perdeu o grupo, isso foi por varios fatores…. principalmente por improvisações sem sentido, time poderia render com a mlkda e ele continuou improvisando jogador e isso fez com que o grupo perdesse confiança no trabalho, Nene poderia ter ajudado em outros jogos e Aguirre nao deu a chance,.

    E outra, ele ja mostrou que infelizmente é dominado quando seu esquema é manjado, tem prazo de validade.

  5. Uma pergunta pra todos, eu não tenho acompanhado os jogos que o Jean entrou…. o que estão achando do arqueiro? Pode nos ajudar ano que vem?

    • Sinceramente, considero o Jean uma aposta ( e muito cara, por sinal ).

      Aposta por aposta, apostaria no Lucas Perri.

      Mas aguardo a contratação de um medalhão para o gol do SPFC.

      Assim como a barca do #OutLeco para 2.019.

      E seguimos seguindo o mesmo roteiro, infelizmente .

      • Discordo, caro amigo Paulo.

        O Jean tem ido muito bem, tem sido um verdadeiro paredão e fechou o gol nos últimos jogos.
        Não tomou nenhum gol por falha dele e tem dado segurança nas partidas.

        Lucas Perri pra quem acompanha a base é horroroso. Jean é bem mais goleiro que ele.

    • rafaTricolor, Jean tem ido muito bem, fez ótimas defesas nos últimos jogos, salvou o time contra o Atlético Pr e contra o Vitória e contra o time do Lula fez um verdadeiro milagre.

      É promissor! Se mantiver esta sequência, não precisaremos contratar mais goleiro para o ano que vem.

  6. Tudo no São Paulo chegou ao seu limite: os jogadores não têm mais nada para dar, senão discórdia; a comissão técnica não tem mais o que acrescentar, senão treinos inócuos; os dirigentes do futebol não sabem mais o que fazer, senão ver o youtube e fazer política; a torcida não tem mais como ajudar, senão torcer em vão; apenas o presidente e seus agregados acham que têm as rédeas nas mãos, quando são eles os efetivos responsáveis dessa bancarrota geral que perdura há anos no clube. O gigante virou não! E os dirigentes não perceberam.

  7. Pela indolência do time na maior parte das partidas desse turno, tambem acho que o treinador não manda mais no grupo. Não acreditam mais nele.

  8. Segundo turno patético … e nao me venham com desculpas de elenco isso, elenco aquilo… era obrigação fazer no mínimo uns 30 pontos nesse returno. Se nao ganhar do Grêmio a vaga no G4 já era. Fora Aguirre ! Time que nao sabe o que fazer com a bola….

  9. Ainda bem que não perdi meu tempo para assistir essa pelada que esse time vem jogando, ou seja, é melhor ficar fora da Libertadores para não passar vergonha, alias esse time nao merece a torcida que tem pois é uma vergonha.

  10. Calma ! O treinador que nunca ganhou nada em lugar nenhum ano que vem copará todos os títulos! É só qualificar o elenco! Quem sabe teremos um elenco do nível do Atletico-PR…. só tem craques por la… por isso o time consegue propor o jogo!

  11. Breve lista dos motivos que Aguirre perdeu comando: 1 – Deixar Arboleda no banco durante vários jogos mesmo sendo o melhor zagueiro no jogo aéreo. Motivo foi extra campo, ou seja, Aguirre nao diferencia pessoal do profissional, coisa básica para um bom gestor. 2- Insistiu com Sidao durante meses, colocando em risco resultados conseguidos com mta entrega que os jogadores demonstraram durante o primeiro turno. Mais dois erros básicos, ausência de meritocracia e privilégio de um prejudicando o resultado de todo grupo. 3- O time chegou ao máximo de seu rendimento após a copa na ausência de Jucilei, o meio campo melhorou bastante com Hudson e Lizieiro, entretanto ao voltar de contusao Jucilei que sempre foi mediano, assumiu sua cadeira cativa no time imediatamente. Mais um exemplo de falta de meritocracia. Futebol de Lizieiro caiu mto apos este fato, afinal ser humano sofre com injustica. 4 – Exposição de jogador para justificar sua escolha. No último domingo procurou justificativas para ter demorado tanto a dar uma chance a Helinho, abriu que o jogador não está pronto para o profissional mesmo este tendo sido jogado na fogueira e garantido o empate. Ao invés de aproveitar a confiança do garoto, sequer pensou na ideia de usa lo contra o Corinthians. 5 – improvisações contra times mto mais fracos, onde fazer o básico seria mais prudente pois o time estava com uma boa atitude e confiança. 6-Exigir mais do físico dos jogadores do que o corpo aguenta. Os jogadores devem se sacrificar muito em virtude deste esquema de sempre jogar sem a bola, os volantes e pontas ficam longe do gol adversário e dos companheiros, gerando um desgaste que time bem arrumados não tem. Jogador percebe isto, e as contusões musculares indicam o mesmo. 7 -Proteção ao Diego Souza, pois e o único que não corre neste esquema doido, está com pouca vontade e mesmo assim raramente saindo time. Creio que os jogadores se encheram de ser comandados por um incapaz e acho que o caldo entorno de vez. A demissão parece ser uma questão de tempo. Creio que outros jogadores fariam o mesmo, pois e dificil algum profissional lutar por um gestor limitado. Sempre achei que Rai e Lugano erraram na escolha do tecnico devido ao currículo e os conceitos aplicados em outros times, infelizmente este pensamento se concretizou. Não há esperança de bom futebol com Diego Aguirre no comando, ele e mto limitado.

Deixe uma resposta