Arboleda deve estrear na Copa do Mundo neste domingo (20), logo no primeiro jogo do mundial. A seleção do Equador encontra o Catar, às 13h. Em entrevista à ‘SPFC TV’, relembrou a lesão sofrida neste ano e agradeceu ao apoio do São Paulo e dos torcedores.

Participar da Copa do Mundo era um dos grandes desejos do zagueiro nesta temporada. Visto como um dos nomes mais fortes da seleção, quase viu o sonho ir embora após uma grave lesão em junho deste ano.

Em um clássico contra o Palmeiras, no Morumbi, além de uma ruptura de ligamentos, também sofreu uma fratura no tornozelo.

Pela gravidade, teve que se submeter a uma cirurgia. Sem jogar desde então, correu contra o tempo e se empenhou em tratamentos – tanto pelo Reffis quanto por conta própria – para conseguir melhorar até a convocação da Copa do Mundo. E assim fez.

Arboleda considerou esta fase como ‘a pior de toda a sua vida’. Segundo o jogador, nunca tinha se machucado assim.

– Acho que a pior coisa que aconteceu na minha vida foi o dia que machuquei. Eu nunca tinha machucado, nunca tinha passado por uma lesão tão grave. Sou muito grato aos profissionais do Reffis, à diretoria e ao presidente pelo apoio. Todos. Sou muito agradecido por todo o carinho, apoio dos meus companheiros. Dei a volta por cima e estou pronto para disputar uma Copa do Mundo – disse.

De acordo com suas palavras ainda, agradeceu ao apoio dos torcedores e destacou que sabe que ‘muitos irão torcer por ele nesta Copa’.

РMuitas mensagens dos torcedores apoiando o Equador por minha causa. Eu estou representando o Ṣo Paulo, ̩ um orgulho vestir essa camisa Рcompletou.

A melhora de Arboleda é um sinal positivo para o São Paulo. O equatoriano é uma das principais peças de Rogério Ceni na defesa.

Lance!