Durante as √ļltimas partidas, o treinador Rog√©rio Ceni precisou montar um quebra-cabe√ßas para montar a defesa do S√£o Paulo. Com os desfalques na defesa, o zagueiro Luiz√£o recebeu mais oportunidades e parece ter se consolidado na equipe titular do Tricolor.

Luiz√£o j√° havia sido utilizado antes, com 20 jogos disputados na temporada antes dessa partida. No entanto, o defensor voltou a aparecer entre os titulares no empate por sem gols contra o Palmeiras, no dia 16 de outubro. Na ocasi√£o, Diego Costa e L√©o eram desfalques e, assim, o S√£o Paulo come√ßou o cl√°ssico com Ferreresi e Miranda ao lado de Luiz√£o.

No entanto, os desfalques foram acentuados quando Ferraresi foi expulso no primeiro e Miranda e deixou a partida cpm dores na etapa final. Para piorar, Beraldo, que saiu do banco, tamb√©m recebeu cart√£o vermelho, deixando Luiz√£o como o √ļnico zagueiro de of√≠cio da equipe.

Apesar da situa√ß√£o dist√≥pica dentro do Allianz Parque, o jovem de 20 anos fez uma grande partida. Segundo o FootStats, ele foi respons√°vel por nove rebatidas, sendo o l√≠der da estat√≠stica entre os s√£o-paulinos. Al√©m disso, o zagueiro n√£o cometeu nenhuma falta durante o jogo e n√£o perdeu a posse de bola em nenhuma ocasi√£o.

A atua√ß√£o convenceu Rog√©rio Ceni, que em meio ao retorno de L√©o Pel√© e tendo Ferraresi como op√ß√£o ‚Äď al√©m de Rafinha, improvisado -, manteve Luiz√£o entre os titulares nas partidas seguintes.

Sem Diego Costa e Miranda, o camisa 32 come√ßou em campo contra Coritiba (no Morumbi), Juventude (Alfredo Jaconi) e Atl√©tico-GO (Morumbi). Na sequ√™ncia, o S√£o Paulo conquistou tr√™s vit√≥rias (3√ó1, 2√ó1 e 2√ó1, respectivamente), pontos cruciais para colocar a equipe no G8.

Nessas quatro partidas como titular,¬†Luiz√£o¬†soma bons n√ļmeros. Ao todo, s√£o 31 rebatidas, quatro desarmes e somente uma falta cometida nesse recorte, com nenhum cart√£o recebido.

Gazeta Esportiva