Luan tem chances de voltar a ser titular do São Paulo na próxima quinta-feira, contra o Atlético-GO, às 19h (de Brasília), no Morumbi, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Isso porque Pablo Maia, que vem sendo a primeira escolha de Rogério Ceni para exercer a função de primeiro volante, terá de cumprir suspensão.

Pablo Maia recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória por 2 a 1 sobre o Juventude, no último domingo, em Caxias do Sul, se tornando desfalque certo para o técnico Rogério Ceni, que poderá apostar em Luan, embora o outro jogador revelado em Cotia ainda não esteja 100% fisicamente.

Luan se recuperou recentemente de uma séria lesão no músculo adutor esquerdo, sofrida em outubro do ano passado, logo no primeiro treino de Rogério Ceni nesta segunda passagem pelo clube.

Depois de passar por um tratamento convencional, o volante acabou sendo submetido a uma cirurgia na região por causa de incômodos que o impediam de atuar em alto nível.

Luan voltou a ser relacionado no fim de setembro, contra o Avaí, entrando no segundo tempo e participando da goleada por 4 a 0 no Morumbi, partida que marcou a despedida do elenco são-paulino antes de embarcar para Córdoba, na Argentina, onde disputou a final da Copa Sul-Americana.

Desde então, Luan só voltou a entrar em campo na semana passada, contra o Coritiba, novamente no Morumbi, substituindo Pablo Maia, justamente quem não poderá estar em campo na próxima quinta-feira, contra o Atlético-GO.

Caso Rogério Ceni acredite que Luan ainda não reúne condições físicas para começar a partida como titular, Andrés Colorado pode ser improvisado no setor. O colombiano pode exercer um papel defensivo importante sobretudo nas bolas aéreas por causa de sua altura, mas tem características mais ofensivas.

No clássico contra o Corinthians, no Morumbi, Colorado atuou como uma espécie de primeiro volante, mas não convenceu, cometendo muitos erros de passe em áreas perigosas do campo. No fim, acabou sendo substituído por Pablo Maia.

Gazeta Esportiva