O São Paulo empatou sem gols com o Palmeiras neste domingo, no Allianz Parque, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em condições normais, o resultado já não seria tão ruim considerando o histórico da equipe na casa do rival. Mas, dadas as circunstâncias do sétimo Choque-Rei de 2022, é inegável que o 0 a 0 no placar teve sabor de vitória para o Tricolor.

Com menos de 15 minutos de partida o São Paulo criou duas das principais chances do jogo. Mas, a falta de eficiência do ataque, vista em outras partidas importantes da temporada, como na ida da semifinal da Copa do Brasil, contra o Flamengo, se repetiu.

Sem conseguir reverter sua superioridade em gols, o São Paulo foi refém de erros infantis ao longo dos 90 minutos. Nahuel Ferraresi, que ganhou uma oportunidade como titular neste domingo após muitos pedidos de parte da torcida, foi expulso ainda no primeiro tempo após atingir o rosto de Danilo em disputa dentro da área, comprometendo as pretensões do Tricolor no Allianz Parque.

Jonathan Calleri, mais experiente e tido como um dos líderes do elenco, também cometeu um deslize neste domingo, tocando a bola com a mão em uma cobrança de escanteio do Palmeiras. Após revisão do VAR, o árbitro não titubeou e marcou pênalti a favor do Palmeiras. Entretanto, o goleiro Felipe Alves, que estava em um dia inspirado, defendeu a cobrança de Scarpa.

Antes do apito final, a partida de superação do São Paulo foi para um outro nível após Lucas Beraldo também ser expulso por falta em Endrick. Com dois a menos, qualquer chance, por menor que fosse, de o Tricolor conquistar a vitória foi por água abaixo.

Com dez minutos de acréscimos dados pelo árbitro, o São Paulo foi forçado a se segurar na defesa, correndo o dobro para compensar a desvantagem numérica dentro de campo. O Palmeiras tentou de todas as formas arrancar a vitória na marra, mas não teve jeito de achar espaços na defesa adversária, e quando o fez, Felipe Alves esteve bem posicionado para defender inúmeras finalizações.

Depois da perda do título da Sul-Americana, o elenco do São Paulo recebeu muitas críticas, sobretudo relacionadas à falta de vontade demonstrada na final em Córdoba contra o Independiente Del Valle. Após o Choque-Rei deste domingo, uma coisa é certa: brio esse elenco tem de sobra.

Gazeta Esportiva