Luan recentemente se recuperou de uma lesão grave no músculo adutor da coxa esquerda, que, inclusive, o forçou a passar por uma cirurgia. O volante voltou a atuar contra o Avaí, último jogo antes da final da Sul-Americana, mas, desde então, não vem sendo relacionado constantemente pelo técnico Rogério Ceni.

Luan sequer esteve no banco de reservas na final da Sul-Americana contra o Independiente Del Valle, embora tenha embarcado para Córdoba com o restante do elenco, e também não foi relacionado para a partida seguinte, contra o América-MG, em Belo Horizonte.

O camisa 8 voltou a figurar no banco de reservas no último domingo, na derrota para o Botafogo, no Morumbi, por 1 a 0, mas não foi acionado por Rogério Ceni, que promoveu as entradas de Igor Vinícius, Reinaldo, Galoppo, Eder e Marcos Guilherme ao longo da partida.

Luan vem treinando normalmente com o restante do elenco e vive a expectativa de voltar a ser útil ao São Paulo no curto prazo. Depois de um ano praticamente perdido, o volante tricolor quer retomar o lugar de destaque que possuía no clube antes de sofrer a avulsão no adutor esquerdo.

Gazeta Esportiva