Apesar de muita polêmica difundida nas redes sociais, fakes e muito terrorismo plantado, o fato é que há uma votação pacífica e ocorrendo legalmente na sede social do clube hoje.

Prevista em Estatuto, a possibilidade de uma correção estatutária é lícita, válida e será mantida em qualquer ação na Justiça, como já foi por várias vezes anteriormente.

O resultado seja positivo ou negativo, o voto seja sim ou não para essa correção, é democrático e legal. Qualquer tentativa de se alegar o contrário, passa a ser opinião ou discurso de lado. Tanto é que reafirmamos, a Justiça validou e validará qualquer decisão.

O voto foi soberano em Janeiro e será soberano agora. Não existe manipulação de eleição.

O resultado terá auditoria de lado a lado.

Se perder, não há como se persistir na tentativa e particularmente serei contra.

Se vencer, ano que vem teremos eleições com outro candidato enfrentando Casares, provavelmente e será momento de se avaliar a gestão e afirmar se foi boa ou ruim para a instituição. Se devem ou não continuar ou mudar.

Esta é uma correção necessária como em breve será a da Separação do Social e implementação da inevitável SAF para o São Paulo.

saopaulo.blog