Calleri não escondeu a tristeza após a derrota por 3 a 1 contra o Atlético-GO, no Serra Dourada, pela ida da semifinal da Copa Sul-Americana. O camisa 9 do São Paulo lamentou bastante mais um resultado negativo, o quarto consecutivo, e admitiu que o time atravessa o pior momento do ano justamente em uma fase decisiva da temporada.

“Estamos mal, chateados pela situação, mas sou confiante, e o São Paulo vai fazer o melhor para tentar virar. Estamos no pior momento do ano. Com a qualidade que temos, não podemos perder quatro jogos consecutivos. Quinta que vem teremos o jogo mais importante da minha vida e vamos dar tudo para sair classificados”, disse Calleri.

O camisa 9 do São Paulo chegou ao quinto jogo consecutivo sem balançar as redes, igualando seu maior jejum de gols pelo clube neste ano. Depois de um primeiro semestre avassalador, Calleri não vive seu melhor momento desde que retornou ao clube, mas espera dar a volta por cima na partida de volta da semifinal da Sul-Americana, na próxima quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi.

“Dos quatro jogos perdidos, um foi contra o Flamengo, que é o melhor time da América do Sul, um clássico contra o Santos, em que não deveríamos sair com a derrota, nem contra o Flamengo. Contra o Fortaleza, eu perdi dois gols. Sou o maior culpado desse dia”, prosseguiu Calleri.

“Minha maior decepção foi ter sido eliminado em 2016 da Libertadores. Teremos a vantagem de jogar no Morumbi, sabemos que lá vamos deixar a vida. Vou dar a vida para deixar o São Paulo jogar mais uma final internacional. Estou chateado, todos estamos chateados. Com todo respeito ao Atlético-GO, que fez um baita jogo, mas não podemos levar três gols, somos o São Paulo, não podemos levar três gols. Estou chateado, tentarei fazer meu melhor, dar 100%, como sempre, e tentar reverter no Morumbi. Não tenho dúvidas que vamos deixar a vida para ganhar, sou um cara que sempre confia e vamos nos sacrificar para levar o São Paulo á final”, completou.

O Atlético-GO terá a vantagem de perder por até um gol de diferença no jogo de volta, no Morumbi, que, ainda assim, avançará à grande final da Copa Sul-Americana. O São Paulo, por sua vez, precisará vencer por três gols de diferença para se classificar no tempo regulamentar. Um triunfo tricolor por dois gols de diferença leva a decisão para os pênaltis.

Gazeta Esportiva