O São Paulo chega para a semifinal da Copa Sul-Americana, contra o Atlético-GO, com o elenco quase completo. Isso porque o técnico Rogério Ceni não conta com qualquer desfalque por acúmulo de cartões, tendo de lidar com apenas alguns lesionados.

A Conmebol zerou a contagem de cartões amarelos nas oitavas de final da Sul-Americana. Na partida de ida desta fase, contra a Universidad Católica, no Chile, Igor Vinícius, Rodrigo Nestor e Calleri foram expulsos, tendo de cumprir suspensão automática no jogo de volta, no Morumbi.

Mas, desde então, o São Paulo não teve mais problemas com cartões no torneio continental. Apenas um atleta chega à semifinal da Sul-Americana pendurado: Pablo Maia. O volante tricolor soma dois cartões amarelos, recebidos no jogo de ida das oitavas de final, contra a Universidad Católica, no Chile, e na partida de ida das quartas de final, contra o Ceará, no Morumbi.

Pablo Maia figura como favorito para a vaga de titular no meio-campo do São Paulo na próxima quinta-feira, contra o Atlético-GO, já que Gabriel Neves voltou a treinar nesta segunda com o restante do elenco após desfalcar a equipe nos dois últimos jogos devido a uma leve lesão ligamentar no tornozelo direito.

Apesar de não contar com desfalques por acúmulo de cartões amarelos, o técnico Rogério Ceni vem lidando com algumas baixas importantes por lesão, caso de Nikão, que sofreu uma avulsão do adutor da coxa esquerda no último domingo, contra o Fortaleza. Miranda é dúvida, já que se recupera de um trauma no tornozelo direito.

André Anderson (dores musculares), Arboleda (cirurgia no tornozelo esquerdo) e Caio (cirurgia no joelho direito) se recuperam de seus respectivos problemas físicos há semanas e são desfalques certos na Sul-Americana.

Por outro lado, Nahuel Ferraresi e Nahuel Bustos, os dois últimos reforços do clube nesta janela de transferências, foram inscritos na Copa Sul-Americana e são as novidades do São Paulo para a penúltima fase do torneio continental.

Gazeta Esportiva