Jonathan Calleri lamentou o fato de não poder ficar à disposição de Rogério Ceni para o jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana, contra a Universidad Católica, do Chile, no estádio do Morumbi, na próxima quinta-feira, às 21h30 (de Brasília).

O atacante foi um dos três expulsos do São Paulo na goleada por 4 a 2 sobre a Universidad Católica – Nestor e Igor Vinícius também receberam vermelho – e terá de cumprir suspensão na próxima partida da Sul-Americana.

“A raça do nosso time foi incrível. Estou muito contente porque o grupo saiu muito fortalecido do Chile. Agora esperamos todo mundo no Morumbi. Não posso jogar, estou bravo por isso, mas estarei apoiando! Vamos lutar pela classificação”, disse Calleri.

O argentino mais uma vez foi decisivo, sofrendo o pênalti convertido por Reinaldo, desarmando Isla para o gol de Luciano e marcando um golaço após linda jogada de Patrick, quando o São Paulo já jogava com um a menos em campo.

O gol marcado contra a Universidad Católica também acabou com o maior jejum de Calleri desde que retorno ao São Paulo. O atacante vinha de cinco partidas sem balançar as redes. Antes disso, seu maior período de “seca” havia sido de quatro jogos.

Como não poderá participar do jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana, Calleri deve ser titular neste domingo, contra o Atlético-GO, em Goiânia, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor vai em busca de sua primeira vitória fora de casa na competição por pontos corridos.

Gazeta Esportiva