O técnico Rogério Ceni celebrou bastante a vitória desta quinta-feira sobre o Jorge Wilstermann, por 3 a 1, na Bolívia. Com o resultado, o São Paulo se aproximou da classificação na Sul-Americana e pode confirmar a ida às oitavas de final já na próxima rodada, dependendo do que acontecer nos jogos de sua chave, algo pelo qual ele torce até para poder rodar mais o elenco sem tanta responsabilidade.

Para se classificar às oitavas de final da Sul-Americana, o São Paulo precisa vencer o Everton, no Chile, e torcer para que o Ayacucho não leve a melhor sobre o Jorge Wilstermann, no Peru. Se isso se confirmar, o Tricolor não terá qualquer compromisso nas últimas duas rodadas, que serão disputadas no Morumbi.

“Uma classificação antecipada seria interessante, porque poderíamos dar mais oportunidade a outros jogadores nesta reta final de primeira fase”, confessou Rogério Ceni.

Apesar do plano de confirmar a classificação o quanto antes, o técnico do São Paulo segue priorizando o Campeonato Brasileiro, torneio pelo qual enfrentará o Santos na próxima segunda-feira, no estádio do Morumbi, e sabe que um resultado ruim no clássico, diante de seus torcedores, pode pressionar o elenco em um momento importante da temporada.

Como se não bastasse, três dias depois do San-São, o Tricolor terá de entrar em campo no Chile, lidando com o desgaste da longa viagem.

“Vamos jogar de acordo com a necessidade, com a postura que temos sempre. Temos um jogo difícil contra o Santos. Jogaremos com um time e vamos ver o que temos de condições físicas, porque jogos de três em três dias fisicamente são muito desgastantes. Vamos focar primeiro no Brasileirão e depois analisar o jogo contra o Everton”, completou Ceni.

Gazeta Esportiva