O técnico Rogério Ceni participou nesta terça-feira, em um evento na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo, de uma entrevista coletiva junto com o português Abel Ferreira para promover a final do Campeonato Paulista entre São Paulo e Palmeiras. O lateral-direito Rafinha, do Tricolor, e o zagueiro Gustavo Gómez, do Verdão, também estiveram presentes.

O comandante tricolor contou que vê o São Paulo muito mais preparado para ser campeão do que estava quando foi contratado, no final do ano passado. “A mudança de postura foi decisiva para o São Paulo estar onde está hoje. Tínhamos problemas no final do ano passado, terminamos o Brasileiro onde podíamos. Agora a postura é outra”, disse.

“Hoje a gente vê o orgulho do torcedor em acompanhar o São Paulo. Ele lota o Morumbi, nos apoia bastante. Sou um apaixonado por futebol. Vejo os jogadores com fome, com vontade de vencer”, prosseguiu.

Como goleiro, Ceni conquistou inúmeros títulos no São Paulo, mas ainda não levantou uma taça como treinador. Espera que isso aconteça agora. “Minha carreira é curta. Ao longo dos últimos cinco anos, pude colher bons resultados. Seria importante colocar mais um quadro na parede. Um trabalho não se analisa por uma vitória ou derrota, mas pelo que a pessoa está realizando”.

O comandante listou as formas de jogo do Palmeiras e mais uma vez elogiou Abel Ferreira ao dizer que ninguém consegue ganhar a Copa Libertadores sem méritos.

“Nem tudo podemos revelar. Óbvio que o treinador decifra a outra equipe, o Palmeiras tem um ataque veloz, dois jogadores importantes de armação, faz saída com três na defesa. O problema é que são talentosos. Confiamos também no potencial coletivo e individual dos nossos jogadores, jogadores jovens que formam principalmente o setor de meio do nosso time”, afirmou o treinador são-paulino.

O primeiro jogo da decisão acontecerá nesta quarta-feira, às 21h40, no estádio do Morumbi. A volta está prevista para domingo, às 16 horas, no Allianz Parque. Em caso de igualdade no número de pontos e saldo de gols – não há o gol fora de casa como desempate -, o título será decidido na disputa de pênaltis.

Gazeta Esportiva