A Premier League decidiu não aceitar a posição da Fifa de abrir uma “janela especial” de transferências com validade até 7 de abril para os jogadores estrangeiros (com contratos suspensos) de clubes da Ucrânia e Rússia. O mercado da bola na Inglaterra vai ser reaberto apenas na data prevista no regulamento: em junho. A Itália também deve optar pelo mesmo caminho na Série A.

Segundo dirigentes e empresários ingleses, a entidade responsável pela primeira divisão do futebol do país lamenta imenso a guerra em solo ucraniano, mas acredita que as negociações em regime de exceção podem neste momento, entre outros motivos, criar um desnível competitivo na reta final da temporada e, especialmente, ferir o fair play financeiro.

Nos últimos dias, por exemplo, parte da imprensa no Brasil publicou que o Wolverhampton estava interessado na contratação de Pedrinho, um dos 13 atletas de origem brasileira no elenco principal do Shakhtar Donetsk. Com a postura da Premier League, o negócio, pelo menos até junho, não pode ser efetivado – bom sinal para Botafogo e Corinthians, que estão de olho no meia-atacante.

Sem ingleses na disputa nas próximas semanas, os clubes brasileiros passam a ter maiores possibilidades de sucesso nas negociações com os jogadores que atuam na Ucrânia e Rússia. Porém, muitos deles, especialmente do Shakhtar, ainda preferem esperar por mais resguardos jurídicos e novas explicações da Fifa antes avançarem com qualquer transferência, seja por empréstimo ou em definitivo.

UOL

Premier League não aceita janela especial para atletas de Ucrânia e Rússia… – Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/colunas/mercado-da-bola/2022/03/16/premier-league-nao-aceita-janela-especial-para-atletas-da-ucrania-e-russia.htm?cmpid=copiaecola