Apesar do pedido dos mais de 39 mil torcedores para Luciano ser acionado no clássico deste sábado, contra o Corinthians, no Morumbi, o técnico Rogério Ceni não colocou o atacante em campo. Tanto Eder quanto Calleri foram substituídos no segundo tempo, mas o comandante tricolor preferiu dar oportunidades e Juan e Rigoni.

Passada a partida, vencida pelo São Paulo por 1 a 0, Ceni foi poupado de críticas, é claro, mas explicou por que Luciano acabou não ganhando minutos contra o arquirrival.

“Eu posso te dizer que o Luciano é diferenciado, gosto muito do Luciano. Nós temos muito mais obrigação de criar, ele é um cara que trabalha bem entrelinhas, vai buscar o jogo, mas dentro da proposta do jogo de hoje, acho que o Juan tinha mais energia para cumprir essa função”, disse Ceni.

Por causa de uma contratura na panturrilha esquerda, Luciano ficou de fora da pré-temporada do São Paulo e só estreou em 2022 contra o Campinense, pela Copa do Brasil. Agora, o atacante tenta recuperar o tempo perdido e se recondicionar fisicamente o mais rápido possível para voltar a ser protagonista.

“Tem vários jogadores em formação que estão tendo oportunidade de jogar, mas fui muito pela capacidade de cumprir a função, achei que o Juan me entregaria mais que o Luciano, e não é demérito nenhum. Luciano ainda está fazendo pré-temporada, Juan está melhor fisicamente”, prosseguiu.

Apesar do déficit físico de Luciano, Rogério Ceni garantiu que o camisa 11 do São Paulo terá suas oportunidades na equipe para chegar tinindo no mata-mata do Campeonato Paulista.

“Achei que o Juan cumprira melhor a determinação, mas isso não impede que o Luciano jogue na próxima semana, quero vê-lo em campo, acho que é um jogador importante”, concluiu.

Gazeta Esportiva