Mais uma vez não deu para o Corinthians no Morumbi. Recebendo o rival neste sábado, pela décima rodada do Campeonato Paulista, o Tricolor teve muito sucesso em sua estratégia de pressionar nos primeiros minutos em busca de um gol e, posteriormente, administrar a vantagem, saindo de campo com a vitória por 1 a 0.

Para que a estratégia armada por Rogério Ceni funcionasse, o sistema defensivo teria que ser impecável. E foi. Desde os atacantes até os zagueiros, o time do São Paulo não deu espaços para que o Corinthians criasse jogadas com facilidade, sobretudo Renato Augusto, Paulinho, Giuliano, Roger Guedes e Willian, as estrelas do time rival.

Rodrigo Nestor, Pablo Maia, Gabriel Sara e Igor Gomes foram verdadeiros operários, se desdobrando ao longo da partida e exibindo um vigor físico invejável para anular a construção dos rivais.

Segundo time que mais detém a posse de bola no Campeonato Paulista, o Tricolor foi obrigado a abrir mão dela neste sábado, muito pelo fato de ter aberto o placar aos 51 segundos, mas não desistiu de atacar. Com inteligência, o São Paulo agrediu o Corinthians de maneira pontual, sempre levando bastante perigo através do jogo associativo, contando com a aproximação dos jogadores em determinados espaços do campo.

“Como no último clássico contra eles, também puxamos bastante os dez primeiros minutos. Se era pra apertar o Corinthians nos primeiros minutos de jogo? Essa era a nossa intenção, porque sabemos que o Corinthians tem melhor jogo individualizado do que a gente. Tivemos sorte que fizemos o gol no primeiro minuto de jogo, mas o intuito era pressionar bastante no início da partida”, comentou Ceni.

O São Paulo teve pela frente o teste mais difícil em termos defensivos contra o Corinthians. O Tricolor enfrentou seu adversário mais qualificado até aqui na temporada, mas mostrou que, restando poucas rodadas para o fim da primeira fase do Campeonato Paulista, o coletivo vem ganhando força e confiança, mesmo com tantos desfalques – Alisson, Nikão, Jandrei, Luan, Patrick e Igor Vinícius não foram relacionados.

Marcelo Baseggio