Jonathan Calleri foi o capitão do São Paulo no duelo da última quarta-feira, contra o Santo André, no Morumbi, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. O Tricolor, enfim, conquistou sua primeira vitória na temporada, mas, para o argentino, a noite foi especial não só por causa do resultado positivo.

“Na verdade, estou muito feliz de vestir a faixa de capitão. Pra mim é uma honra representar o São Paulo, um clube tão grande. Um jogador como eu, vindo de fora, sendo argentino, chegar e poder vestir a faixa de capitão, para mim é um orgulho enorme”, disse Calleri à spfctv.

O camisa 9 tricolor novamente foi uma das principais referências da equipe, protagonizando a maioria dos lances mais perigosos no jogo. Desta vez, porém, Calleri não conseguiu balançar as redes.

“Acho que foi uma partida que tivemos o total controle do jogo. Mas, creio que não atacamos o rival tanto como poderíamos ter feito”, comentou.

Apesar de não ter marcado seu gol, Calleri participou de certa forma da jogada que deu a vitória ao São Paulo. O cruzamento rasteiro de Eder foi direcionado para o camisa 9 argentino, que não conseguiu chegar na bola e viu Marquinhos, no segundo pau, completar para as redes já nos acréscimos do segundo tempo.

“Usar a camisa do São Paulo é acreditar. Acreditamos até o final, sabíamos que a torcida estava um pouco impaciente, porque fazia três jogos que não ganhávamos. Então, isso é para eles”, completou Calleri.

Gazeta Esportiva