“São-paulinos e são-paulinas, dia 31 de dezembro e estamos aqui, ainda sem parar, sem ter um descanso, mas trabalhando pelo São Paulo. Abaixo vocês têm um resumo do balanço de 2021. O primeiro ano de uma gestão de três anos. No início do ano pagamos em curtíssimo prazo R$ 82 milhões de dívidas, algumas pesadas junto à Fifa, que poderiam trazer trágicas consequências ao clube. Fomos campeões paulistas depois de 16 anos, saímos da fila, o que nos incomodava demais. Crescemos, entrei no segundo semestre com esperança em outras competições. Infelizmente fui internado com covid e fiquei entubado por 14 dias, mas com a energia positiva de todos vocês, que eu agradeço muito, e estou aqui, para continuar esse trabalho. Entrei no hospital, o time ainda estava nas quartas de finais da Libertadores e da Copa do Brasil. Fomos muito mal no Brasileiro e intervimos com uma nova comissão técnica. Chega 2022 e, com o balanço deste alicerce, que foi 2021, vamos projetar para que o São Paulo volte a ser protagonista. Quero aqui agradecer do fundo do meu coração ao torcedor do São Paulo, ao torcedor comum, torcedor de torcidas organizadas, ao sócio torcedor e aquele à distância de São Paulo. Todos nós sofremos muito nesse finalzinho, mas todos nós demos as mãos e ajudamos o São Paulo a crescer.”

saopaulo.blog