Encerrada a temporada de 2021, o São Paulo já está de olho em 2022. Logo nos primeiros dias de janeiro, o clube já inicia a sua caminhada em busca do pentacampeonato da Copa São Paulo de Futebol Juniores. E uma das principais atrações deve ser o técnico Alex.

Anunciado como comandante da equipe sub-20 do Tricolor em março do ano passado, o ex-meio-campista já soma duas competições dirigindo o clube. A sua estreia foi no Campeonato Brasileiro da categoria, torneio em que o trinador já chamou muita atenção.

Alex levou o São Paulo até a final do Nacional pela primeira vez na história. Ao todo, foram 24 partidas, com 12 vitórias, sete empates e somente cinco derrotas (aproveitamento de 59,7%), além de 41 gols marcados e 29 sofridos. Na grande decisão, o time paulista foi superado pelo Inter, com um revés de 2 a 0 na ida, no Beira-Rio, e um empate de 1 a 1 no Morumbi.

Em meio as finais, aliás, o técnico conheceu a sua primeira decepção no comando da equipe. Após fazer uma ótima campanha na fase de grupos do Campeonato Paulista, o time acabou sendo eliminado já nas oitavas de final do Estadual, após perder para o Desportivo Brasil nos pênaltis.

Agora, o ídolo do Palmeiras, Cruzeiro e Fenerbahçe disputará a sua primeira Copinha, competição que o São Paulo venceu em 1993, 2000, 2010 e 2019. O Tricolor estreia no troneio no dia 5 de janeiro, às 19h30 (de Brasília), contra o CSE, de Alagoas. Três dias depois, às 21h30, encara o Desportiva Perilima, da Paraíba, e se despede da primeira fase no dia 11, contra o São Caetano, às 19h30.

Até o momento, Alex soma 42 partidas no comando do São Paulo, com 24 triunfos, 10 igualdades, oito reveses. Além disso, são 94 gols marcados e 45 sofridos.

Gazeta Esportiva