Chegou na plataforma da corretora Mercado Bitcoin nesta terça-feira (16) o fan token do São Paulo ($SPFC), que se tornou o quarto time brasileiro de futebol lançar seus ativos digitais no país, depois de Atlético Mineiro, Corinthians e Flamengo.

O token foi lançado oficialmente na Socios.com no dia 9 de novembro, em uma oferta inicial ao preço de US$ 2 cada ativo. A partir de hoje, portanto, a estreia é no mercado secundário, onde ele pode ser negociado livremente.

A oferta da semana passada contou com 850 mil unidades, que se esgotaram em apenas duas horas, levantando cerca de US$ 1,7 milhão (R$ 9,3 milhões na cotação da data).

Por volta das 16h40 (horário de Brasília), o fan token do São Paulo era negociado a R$ 12,09, uma alta de mais de 30% sobre a mínima do dia, de R$ 9,10, mas abaixo da máxima, quando atingiu R$ 13,15.

Fan tokens são ativos digitais colecionáveis cunhados na blockchain Chiliz cuja aquisição dá ao dono o direito de participar de promoções, enquetes, competições e outras atividades pensadas pelos departamentos de marketing dos clubes e disponibilizadas na Socios.com.

Os quatro clubes brasileiros se juntam às mais de 70 grandes organizações desportivas que já aderiram aos fan tokens da Socios.com e da Chiliz, incluindo Barcelona, Paris Saint-Germain, Juventus, Milan, Atlético de Madri, Valência, Manchester City, Inter de Milão, Arsenal e as seleções de futebol da Argentina e de Portugal.

No caso do São Paulo, detentores do token $SPFC já podem participar de uma enquete para escolherem seis frases que serão posicionadas no anel superior do estádio do Morumbi. Além disso, já está acontecendo também um quiz sobre momentos históricos do clube, com chances dos usuários ganharem camisas autografadas e outros produtos oficiais.