Rog√©rio Ceni reconheceu a atua√ß√£o ruim do S√£o Paulo nesta quarta-feira, contra o Fortaleza, no Castel√£o, pela 31¬™ rodada do Campeonato Brasileiro. O comandante tricolor mais uma vez viu sua equipe n√£o conseguir furar o sistema defensivo advers√°rio e s√≥ n√£o somou a segunda derrota consecutiva gra√ßas a um gola√ßo de Ben√≠tez de falta j√° no apagar das luzes.

‚ÄúAcredito que precisamos arrumar uma solu√ß√£o para ter maior criatividade. N√£o podemos n√£o ser competitivos contra o Fortaleza. Se n√£o, eles passam por cima‚ÄĚ, disse Ceni, profundo conhecedor do elenco do Le√£o.

O técnico do São Paulo traçou um paralelo entre o jogo desta quarta-feira e o duelo entre as duas equipes pela Copa do Brasil, em que o Fortaleza acabou eliminando o Tricolor ao vencer o jogo de volta por 3 a 1.

‚Äú√Č n√≠tida a diferen√ßa de como a equipe competiu hoje e como jogou contra o Fortaleza na Copa do Brasil. Conseguimos bater de frente com a parte f√≠sica do Fortaleza. Depois, no final, tentamos algumas alternativas para deixar o time mais ofensivo, mais exposto ao mesmo tempo. Uma pena que o primeiro gol foi anulado. Mas, conseguimos fazer um outro gol nos acr√©scimos. Acho que o time evoluiu se voc√™ comparar o jogo de hoje com o jogo da Copa do Brasil. Mas, precisamos criar mais, melhorar em alguns aspectos‚ÄĚ, prosseguiu.

Gazeta Esportiva