Depois de decepcionar no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o São Paulo vai em busca de uma reação na segunda metade do torneio. E um dos pontos que Hernán Crespo terá que olhar com atenção é o alto número de advertências que o clube recebe.

Até o momento, o Tricolor Paulista é o time que mais recebeu cartões amarelos na competição, com 52 em 18 compromissos, resultando em uma média de 2,89. Em segundo lugar aparece o Internacional, com 50. A efeito de comparação, o Corinthians é o que menos recebeu, com 26 (1,44 por duelo).

Dessa forma, frequentemente o comandante argentino tem problemas para escalar os seus 11 titulares. Os dois que puxam a fila dos mais advertidos são Igor Vinícius e Reinaldo, com seis cada. Ou seja, os dois já foram baixas em duas partidas. O lateral-direito, aliás, cumprirá sua segunda suspensão no próximo embate do São Paulo, contra o Fluminense.

A lista segue com Léo, com cinco, Bruno Alves e Welington, com quatro, e Benítez e Lizeiro, com três cada. Todos, portanto, já foram desfalques uma vez por conta das advertências.

Além disso, são três cartões vermelhos, recebidos por Benítez, Rigoni e Rodrigo Nestor. O São Paulo, assim, é o segundo clube que mais teve expulsões no Nacional (média de 0,17), apenas atrás do Inter, que tem seis.

Agora, Hernán Crespo tem mais nove dias de apenas treinos para tentar ajustar esse alto número de advertências que os seus atletas recebem. Isso porque o desafio contra o Fluminense será apenas no dia 12 de setembro, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã, pela 20ª rodada do Brasileiro.

Gazeta Esportiva