Mesmo com quase 37 anos, Miranda é o grande nome da defesa do São Paulo na temporada de 2021. Capitão da equipe, o zagueiro  foi titular nos últimos 11 jogos, somando boas atuações. Apesar da grande fase, a sequência de partidas consecutivas do veterano jogador durante um período caótico do departamento médico do Tricolor virou motivo de preocupação.

Com o alto número de lesões no elenco e os importantes compromissos por Campeonato Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil, o técnico Hernán Crespo não conseguiu poupar Miranda. Das onze partidas seguidas em que foi titular, o camisa 22 só não ficou 90 minutos em campo em uma ocasião. Na vitória sobre o Vasco em São Januário, foi substituído por Rodrigo no segundo tempo.

A maratona de jogos é a maior vivida por Miranda desde 2010. Por ter participado dos últimos 11 jogos do São Paulo, o zagueiro teve média de uma partida realizada a cada 3,27 dias. Somente ele e o goleiro Tiago Volpi foram titulares em todos esses confrontos.

A última vez em que o defensor teve uma sequência tão grande de jogos foi em 2020, pelo Jiangsu Suning, da China. No entanto, os compromissos foram disputados em um período de tempo bem maior. Foram 11 duelos em 49 dias, média de um a cada 4,4 dias.

A maior série de partidas do zagueiro nos últimos tempos foi pelo Atlético de Madrid, em 2013. Miranda foi titular em 18 confrontos consecutivos do time espanhol, mas com intervalos grandes entre eles. Em média, foram 5,7 dias para cada vez que entrou em campo.

Sendo assim, a última vez que Miranda passou por uma maratona do tipo foi em 2010, em sua primeira passagem pelo São Paulo. Na ocasião, o defensor somou 12 partidas seguidas como titular, tendo em média um jogo a cada 3,25 dias.

Na época, Miranda tinha 25 anos e se encontrava no auge da forma física. Agora, por outro lado, o zagueiro está na parte final da carreira de jogador de futebol e completará 37 anos em setembro.

Na atual temporada, o São Paulo teve constatada 38 lesões de jogadores. Miranda foi um dos atletas que ocupou o departamento médico, desfalcando o time de Crespo em quatro ocasiões por um estiramento na coxa e em outras quatro por uma mialgia na panturrilha.

Gazeta Esportiva