São Paulo terá uma semana livre para trabalhar e descansar pela primeira vez desde a retomada das competições. Vindo de uma incessante maratona de jogos que se iniciou em abril, quando as competições foram retomadas após o agravamento da pandemia da covid-19, o Tricolor agora começa a ter um intervalo maior entre seus compromissos graças à eliminação na Copa Libertadores e à paralisação da Copa do Brasil por causa da Data Fifa em setembro.

O São Paulo foi um dos clubes que tiveram jogadores convocados para defender a Seleção Brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. A CBF, por sua vez, preferiu adiar os jogos de volta das quartas de final da Copa do Brasil para que alguns times sejam prejudicados pela entidade ao entrarem em campo desfalcados.

Passada a partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Fortaleza, o São Paulo volta o foco para o duelo deste domingo com o Juventude, em Caxias do Sul, pelo Campeonato Brasileiro. Depois, só entrará em campo novamente no sábado seguinte, contra o América-MG, no Morumbi. Ou seja, o técnico Hernán Crespo terá uma nova rotina, sem compromisso no meio de semana, para preparar sua equipe e, claro, descansar seus jogadores.

“A expectativa é grande, não somente para agregar ao trabalho, mas também para descansar. Oportunidade de descansar, poder recuperar energias. Não é fácil, mas ainda teremos um último jogo antes dessa pequena pausa que, par nós, vai ser muito importante”, comentou o treinador.

Desde abril, o São Paulo se dividiu entre Campeonato Paulista, Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. A equipe chegou a entrar em campo a cada 48 horas, momento em que Hernán Crespo chegou a priorizar o Estadual em detrimento do torneio sul-americano. Com o elenco dando sinais de fadiga a cada compromisso, o maior intervalo entre os compromissos chega na hora certa para a comissão técnica.

A ideia é de aproveitar a semana livre para também promover o retorno de lesionados ao time, como Marquinhos, que se recupera de um estiramento na coxa esquerda, Arboleda, com uma lesão na coxa direita, e Welington, com lesão na coxa esquerda. William, que foi submetido a uma artroscopia no joelho direito, levará mais tempo para voltar à ativa.

Gazeta Esportiva