O técnico Hernán Crespo pode seguir apostando em uma primeira linha com quatro defensores no duelo desta quarta-feira, contra o Fortaleza, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil, no estádio do Morumbi, devido à nova lesão sofrida por Arboleda, a 33ª do elenco na atual temporada.

O zagueiro equatoriano foi diagnosticado com uma contratura na coxa direita no último dia 29 de julho. Arboleda voltou a atuar no jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores, contra o Palmeiras, dia 10 de agosto, mas foi substituído no intervalo alegando “insegurança física”. Na partida de volta, ele novamente foi a campo, atuando 90 minutos, mas neste fim de semana, contra o Sport, voltou a ser desfalque devido a um problema na mesma região.

A tendência é que Arboleda desfalque o São Paulo nos próximos jogos para se recuperar plenamente da nova lesão na coxa direita. Com isso, o Tricolor pode seguir atuando com uma linha com quatro defensores ou acionar Bruno Alves na vaga do equatoriano.

Nos últimos jogos o São Paulo vem alternando entre o esquema com três zagueiros e a primeira linha com quatro defensores. Contra o Grêmio, por exemplo, Diego Costa, Miranda e Bruno Alves foram os escolhidos de Hernán Crespo. Já na decisão contra o Palmeiras, na última terça-feira, o Tricolor ora se dispunha em campo no esquema 3-5-2, ora no 4-4-2.

No último domingo, contra o Sport, mais uma vez o técnico Hernán Crespo acabou optando por uma linha de quatro defensores, mas no sistema 4-3-3. Daniel Alves, Bruno Alves, Miranda e Léo foram os escolhidos para compor a retaguarda tricolor e não decepcionaram, saindo de campo sem ser vazado na Ilha do Retiro.

Gazeta Esportiva