O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) denunciou os auxiliares Juan Branda e Alejandro Kohan, do São Paulo, e o chefe do departamento médico do Flamengo, Márcio Tannure, pela confusão durante a partida entre as equipes pelo Brasileirão, no Maracanã, em 25 de julho.

Os denunciados serão julgados na próxima quarta-feira (18), às 10h. O médico do Flamengo pode levar a maior pena, de até 18 partidas de suspensão. Ele poderá ser punido por infringir dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), o 254A por praticar agressão física durante um jogo (punição de quatro a doze jogos) e o 258 por assumir conduta contrária à disciplina ou à ética esportiva (punição de um a seis jogos).

Os auxiliares do Tricolor também foram denunciados no artigo 258, podendo pegar de uma a seis partidas de gancho.

A CONFUSÃO

A briga generalizada aconteceu fora do gramado, após um dos gols do Flamengo. O médico da equipe carioca teria provocado a comissão técnica são-paulina e iniciado o tumulto. Além das provocações, Márcio Tannure teria agredido Alejandro Kohan.

O árbitro da partida, Felipe Fernandes de Lima, relatou a confusão na súmula da partida. Confira:

SÚMULA: FLAMENGO 5 X 1 SÃO PAULO – 25/07/2021 – MARACANÃ

“Após o gol da equipe do C.R. Flamengo, fui informado pelo quarto arbitro da partida que o Sr. Márcio Alves Tannure , médico da equipe, durante a comemoração realiza gestos acintosos e provocativos e proferindo as seguintes palavras contra o banco de reservas da equipe adversária; ” fala muito, fala muito, fala agora”. A partir desse momento o Sr. Juan Branda e o Sr. Alejandro Gabriel Kohan abandonam a sua área técnica e vão até a área técnica da equipe adversária iniciando uma confusão generalizada entre as comissões técnicas, sendo que nesse momento pude perceber que o médico da equipe do C.R. Flamengo Sr. Márcio Alves Tannure empurra o Sr. Alejandro Gabriel Kohan com as duas mãos na altura de seu peito. Após ter sido contido pela equipe de arbitragem e seus companheiros. os mesmo citados por mim, árbitro da partida, foram expulsos. Sendo que o médico da equipe do C.R. Flamengo permaneceu no banco de reservas até o término da partida”.

Esporte News Mundo

https://esportenewsmundo.com.br/stjd-denuncia-auxiliares-sao-paulo-confusao-maracana/