O S√£o Paulo n√£o tem um bom relacionamento com a tecnologia no Campeonato Brasileiro. A equipe comandada por Hern√°n Crespo reclamou muito da atua√ß√£o do juiz Luiz Fl√°vio de Oliveira e do √°rbitro de v√≠deo, comandado por P√©ricles Bassols,¬†no empate em 0 a 0 com o Palmeiras,¬†no √ļltimo s√°bado (31), no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro.

Foi a s√©tima vez que o VAR foi utilizado em partidas do S√£o Paulo. Em seis oportunidades, a decis√£o foi contra o Tricolor Paulista. A √ļnica situa√ß√£o em que a equipe do Morumbi foi beneficiada foi no gol anulado do Flamengo, quando a bola toca no bra√ßo direito de Bruno Henrique.

A maior reclama√ß√£o do S√£o Paulo no Choque-Rei e tamb√©m nas outras partidas foi a grande participa√ß√£o do VAR para tomar as decis√Ķes no lance. Muitos lances de interpreta√ß√£o da arbitragem em situa√ß√Ķes contra o Tricolor Paulista tiveram revis√£o, e o juiz mudou de opini√£o, beneficiando o advers√°rio.

A diretoria contesta que o VAR está na partida para ajudar os árbitros a corrigir erros imperceptíveis e não para mudar a opinião da arbitragem.

Todas as vezes que o VAR atuou em partidas do S√£o Paulo:

São Paulo 0x0 Palmeiras: Pênalti de Gómez em Marquinhos. anulado após consulta São Paulo 0x0 Palmeiras: Gol contra de Gómez anulado por impedimento após revisão Flamengo 5×1 São Paulo: Gol de Bruno Henrique anulado após toque no braço do atacante São Paulo 0x1 Fortaleza: Pênalti de Titi após cruzamento de Gabriel Sara, anulado logo em seguida Internacional 0x2 São Paulo: Gol de Rigoni anulado por impedimento São Paulo 1×1 Chapecoense: Rodrigo Nestor foi expulso após revisão do VAR Atlético Goianiense 2×0 São Paulo: Pênalti marcado em Luciano e anulado após consulta.

Jogada10