A dificuldade encontrada com o excesso de lesões e o calendário apertado fez com que o São Paulo decidisse priorizar as copas em detrimento do Brasileirão. O técnico Hernán Crespo optou por poupar boa parte do time contra Bahia e Fortaleza para ter força total na Libertadores, por exemplo. Na goleada sofrida contra o Flamengo, Benítez e Rigoni começaram no banco de reservas para serem preservados para o duelo contra o Vasco, pela Copa do Brasil.

As más atuações no Brasileiro, no entanto, atrapalham o projeto traçado pelo São Paulo. Tropeços inesperados, como os empates com Cuiabá e Chapecoense em casa, colocaram a equipe em uma situação desconfortável na competição. São apenas 11 pontos somados em 13 jogos e a incômoda permanência na zona de rebaixamento.

“Entendemos e queremos respeitar todas as competições. Sabemos que temos um elenco que pode fazer isso. Infelizmente não estamos conseguindo os resultados esperados. Sabemos as dificuldades que estamos atravessando. Já expliquei nas coletivas os motivos, que estamos em uma equipe em construção, é muito difícil conseguir replicar os 11 titulares a cada três dias. Mas continuaremos a lutar, sabemos que a situação é difícil, mas acreditamos no elenco”, explicou o técnico Hernán Crespo, após a derrota por 5 a 1 sofrida para o Flamengo.

O calendário apertado afeta, também, a programação dos lesionados. Em fase final de recuperação de um estiramento na coxa, Luciano tem chances de enfrentar o Vasco, pela Copa do Brasil, na quarta-feira. A tendência, contudo, é que ele esteja totalmente recuperado apenas para o jogo contra o Palmeiras, no sábado (31). “Estamos jogando a cada três dias. Temos uma fila de jogos importantes e sabemos das dificuldades que temos. Talvez algum jogador vá poder se recuperar antes. Não é fácil, mas saberemos transitar e atravessar essa situação com muito trabalho”, prosseguiu Crespo.

O São Paulo tem uma sequência complicada pela frente. Dentre os próximos sete jogos, quatro serão por mata-matas e três pelo Brasileiro. Serão três contra o Palmeiras (dois pela Libertadores e um pelo Brasileirão), dois contra o Vasco (Copa do Brasil) e um contra Athletico-PR e Grêmio. A difícil série será determinante para os planos do clube para a temporada.

UOL