A goleada sofrida pelo São Paulo para o Flamengo por 5 a 1, no último domingo (25), no Maracanã, expôs o problema defensivo que a equipe vem adquirindo no decorrer da temporada. Foi a primeira partida na qual o Tricolor Paulista sofreu mais de três gols sob o comando do treinador Hernán Crespo.

Após 13 rodadas do Campeonato Brasileiro, o São Paulo sofreu 17 gols em 13 jogos, passando a contar com a quinta pior defesa da competição. Somente Chapecoense (23), Bahia (22), América-MG (18) e Internacional (18) têm números piores no sistema defensivo.

O setor do Tricolor não lembra nem um pouco o bom desempenho no Campeonato Paulista, por exemplo. Pelo Estadual, a equipe do Morumbi sofreu 11 gols em 16 jogos, sendo a segunda melhor do torneio.

Outro fator que justifica a queda de rendimento da defesa é a constante mudança de jogadores na zaga. O trio titular constitui em Arboleda, Miranda e Leo, que nunca saíram de campo derrotados enquanto atuaram juntos. Entretanto, os atletas jogaram lado a lado em apenas cinco partidas, com três vitórias e dois empates. Os substitutos imediatos (Bruno Alves e Diego Costa) não conseguiu entregar o mesmo resultado quando foram acionados.

O momento ruim do sistema defensivo liga o alerta na equipe tricolor, que enfrentará dois mata-matas no mês de agosto. O São Paulo encara o Vasco pela Copa do Brasil e o Palmeiras pela Libertadores. Sofrer gols em partidas eliminatórias pode ser fatal para a equipe de Hernán Crespo.

Jogada10