Pablo é o artilheiro do São Paulo na atual temporada, com nove gols. O atacante também soma três assistências em 2021, se destacando como um dos atletas mais eficientes do elenco. No entanto, mesmo com os números jogando ao seu favor, ele vem sendo reserva nos últimos jogos e recebendo poucos minutos em campo.

Pablo jogou apenas 17 minutos contra o Ceará, entrando na vaga de Vitor Bueno no segundo tempo, no último domingo. Contra o Cuiabá, no Morumbi, atuou por 12 minutos, mas também não conseguiu fazer a diferença e evitar o tropeço em casa.

Na derrota para o Santos, na Vila Belmiro, Pablo sequer foi utilizado, realidade bem diferente do confronto com o Peixe no Campeonato Paulista, quando vivia boa fase com o início de trabalho do técnico Hernán Crespo, balançando as redes na goleada por 4 a 0.

A última vez de Pablo como titular do São Paulo foi contra o 4 de Julho, pela volta da terceira fase da Copa do Brasil. Precisando vencer a qualquer custo, o Tricolor não tomou conhecimento do adversário e saiu de campo com a acachapante vitória por 9 a 1, com três gols marcados pelo camisa 9 são-paulino.

Daí em diante, porém, a seca de gols passou a assombrar Pablo, que vinha conseguindo amenizar as críticas com os gols marcados sobretudo no Campeonato Paulista. No segundo jogo da final, contra o Palmeiras, o camisa 9 foi substituído no intervalo e a paciência da comissão técnica se esgotou na estreia da equipe no Brasileirão, contra o Fluminense, quando acabou sacado aos 11 minutos do segundo tempo.

Nesta quarta-feira, no clássico contra o Corinthians, em Itaquera, Pablo tem a chance perfeita para voltar a ganhar pontos com o técnico Hernán Crespo. Para isso, basta um gol que garanta a tão sonhada vitória do São Paulo na Neo Química Arena, onde o clube jamais venceu.

Gazeta Esportiva