O presidente do São Paulo, Julio Casares, não descartou a contratação de mais reforços para o time profissional, apesar da grave crise financeira que o clube atravessa. Nesta sexta-feira, durante entrevista coletiva para a apresentação do novo programa de sócio torcedor, o mandatário fez questão de enaltecer o compromisso da atual diretoria com as finanças do Tricolor, mas garantiu que segue de olho no mercado.

“O São Paulo reforçou muito seu elenco, apresenta o Eliminao [Rigoni] na segunda-feira, está promovendo muitos jogadores da bse, trouxe o Facundo [Milán], que começa a treinar no sub-20. Entendemos que o elenco do São Paulo é um elenco muito fechado, mas todos os novos jogadores e oportunidades sempre são fruto de um olhar financeiro, de um olhar de planejamento, sempre com a validação do Muricy e do Crespo”, afirmou Julio Casares.

A contratação de Emiliano Rigoni reforça o sistema ofensivo do São Paulo, mas não preenche a carência por um centroavante. Com características mais móveis, o argentino não chega para brigar, por exemplo, com Pablo por uma vaga na equipe. Por isso, o Tricolor segue analisando o mercado em busca de um camisa 9.

“Um centroavante poderá até vir, quem sabe? Se o sócio torcedor arrebenta a meta de faturamento, podemos pensar. Não posso fazer nada além do meu compromisso com o sócio, com o torcedor, em relação ao nosso orçamento. Tenho que ser responsável. Se o sócio torcedor viabilizar, teremos uma facilidade maior para tentar realizar. Já temos o Pablo, outros atacantes, mas trazer um novo reforço para o São Paulo. As portas sempre estarão abertas nesse sentido”, completou Casares.

Para a atual temporada o São Paulo já fez sete contratações, alguns por empréstimos, outros em definitivo. Bruno Rodrigues, Miranda, Eder, Martín Benítez, Orejuela, William e Emiliano Rigoni.

Gazeta Esportiva