A derrota para o Racing, por 1 a 0, em pleno Morumbi, revelou uma estatística interessante sobre a equipe do São Paulo em 2021. Nas seis partidas disputadas contra times escalados com três zagueiros, o Tricolor ganhou apenas uma.

Na partida de ontem (18), que valia liderança do Grupo E, o Racing-ARG superou os reservas do São Paulo, controlando boa parte do jogo. Atuando com três zagueiros, a equipe argentina conseguiu se manter sólida na defesa e ainda dificultar o setor de criação do Tricolor, que não marcou nenhum gol apenas pela segunda vez em 19 partidas na temporada.

A derrota do São Paulo na Libertadores encerrou uma invencibilidade de 14 jogos e também marcou a primeira derrota no Morumbi em 2021.

QUEM COM FERRO FERE…

A grande mudança implementada por Crespo, assim que chegou ao São Paulo, foi utilizar a formação 3-5-2, que retornava a fórmula de sucesso da equipe no passado, com três zagueiros fortalecendo a defesa, e ainda traria o forte apoio dos alas pelo lado do campo, como um fator surpresa no ataque.

A mudança deu ao time um jogo propositivo, com posse de bola focada na ofensividade, muitas chances criadas e uma defesa sólida. No Paulistão, além do melhor ataque da competição, com 36 gols marcados, o São Paulo foi a equipe que mais criou oportunidades de gol (41) e que mais finalizou corretamente por jogo (5,4) – Dados: SofaScore

Neste contexto, o Tricolor chegou a engatar uma sequência de oito vitórias consecutivas, mas acabou esbarrando nos adversários que espelharam o esquema tático de Crespo.

SÃO PAULO CONTRA TRÊS ZAGUEIROS

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/resize?fit=max&h=608&image=https%3A%2F%2Fesportenewsmundo.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F05%2F51187843762_6a784a44c2_k.jpg&q=25&w=1080

Em seis partidas diante de equipes com três zagueiros, o São Paulo venceu apenas uma, empatou quatro e perdeu outra, um aproveitamento de 38,8%, bem longe dos 71,9% de aproveitamento geral da equipe na temporada.

Levando em conta as partidas em que o São Paulo enfrentou adversários que usaram a formação na maior parte do jogo, estes foram os confrontos diante de equipes com três defensores:

  • Botafogo-SP – empate em 1 a 1
  • Palmeiras – vitória por 1 a 0
  • Corinthians – empate em 2 a 2
  • Racing – empate em 0 a 0
  • Rentistas – empate em 1 a 1
  • Racing – derrota por 1 a 0

O esquema de três zagueiros nos times que enfrentaram o São Paulo dificultou o uso dos corredores nas laterais e ainda congestionou o meio-campo, trazendo dificuldades para que a equipe de Crespo criasse oportunidades de gol com facilidade.

ALERTA NA FINAL DO PAULISTÃO

Nesta quinta-feira (20), o São Paulo enfrenta o Palmeiras, às 22h, no Allianz Parque, em duelo de ida da final do Campeonato Paulista 2021. O rival alviverde, por sua vez, também é escalado no esquema com três defensores e pode dificultar o jogo para o Tricolor.

Apesar do sinal de alerta ligado para a escalação do adversário, o próprio Palmeiras foi a única equipe que o São Paulo superou usando a tal formação.

Esporte News Mundo