Os próximos dias prometem ser de novidades para a torcida do São Paulo. Um ‘pedaço’ dessas novas ações foi feita ontem, no espaço máster da camisa do Tricolor, na derrota por 1 a 0 para o Racing, no Morumbi, pelo Grupo E da Libertadores da América. O LANCE! mostra o que significava o símbolo.

Os jogadores levaram o novo logo do sócio-torcedor, junto com a frase ‘Vem aí’, projetando o lançamento do novo programa, que não revitalizado desde 2015. Esse é um dos pontos mais cobrados pelos torcedores do São Paulo  há anos e também foi uma das bandeiras do presidente Julio Casares na sua campanha. 

A reformulação começa em abril, quando o Tricolor deu um importante passo na promessa de reformular o programa de sócio-torcedor da equipe. O Conselho do Tricolor aprovou o contrato com a Feng, empresa escolhida para fazer as mudanças do programa.

Já na noite da última segunda-feira (17), a página oficial do novo programa soltou um teaser do lançamento, o que deixou a torcida em polvorosa nas redes sociais. 

DATA DE LANÇAMENTO E AÇÕES 
Em entrevista ao canal do jornalista Jorge Nicola no YouTube, Olten Ayres, presidente do Conselho Deliberativo do clube, disse que o novo programa de sócios deve ser lançado no fim de maio ou começo de junho e terá uma espécie de ‘bolsão’ nas transferências dos jogadores.

– Nós encontramos um São Paulo onde o sócio-torcedor era praticamente inexistente do ponto de vista da modernidade. Nós já contratamos uma empresa que é líder de mercado e muito em breve, no final desse mês ou começo de junho, será lançado o novo plano. Teremos novidades e o torcedor, além de participar da vida do São Paulo, participará de equações financeiras, sendo que uma delas será a contratação de jogadores. Vamos revolucionar essa questão dentro do São Paulo Futebol Clube – afirmou. 

Entre as mudanças no sócio-torcedor durante a campanha presidencial, Casares comentou sobre uma nova categoria do programa, como um ‘sócio à distância’. Uma das mudanças que ele pretende fazer é dar mais atenção aos associados que não moram em São Paulo, com a ajuda das Embaixadas que estão espalhadas pelo Brasil.

– Para esse sócio, precisamos ter um preço especial e ele tem que ter garantias de compra antecipada. Uma pessoa da Bahia, de Goiás ou do Piauí tem uma programação a fazer, tem que ter um planejamento anterior – disse à época. 

Resta ao torcedor são-paulino, segurar a ansiedade e contar os dias para o lançamento no novo programa de sócio-torcedor. 

Lance!