Daniel Alves desfalcará o São Paulo pela segunda vez por problemas físicos desde que desembarcou no Morumbi, em agosto de 2019. Na última quarta-feira, o camisa 10 teve de ser substituído durante a partida contra o Racing, pela Libertadores, e, ao voltar ao Brasil, teve constatado um estiramento na região posterior da coxa direita.

Até então, a única vez que Daniel Alves havia desfalcado o São Paulo por problemas físicos foi em 2020, contra o Athletico-PR, no Morumbi, fraturando o antebraço e ficando afastado dos gramados por um mês.

O São Paulo não estipulou prazo para o seu retorno desta vez. Daniel Alves será reavaliado diariamente e terá o acompanhamento do departamento médico, fisioterapia e preparação física para voltar a ficar à disposição o mais rápido possível, até porque Hernán Crespo e seus comandados entrarão na reta final do Campeonato Paulista e também da fase de grupos da Libertadores.

Com 38 anos recém-completados, Daniel Alves contabiliza agora duas lesões em 21 meses de São Paulo. Ou seja, o camisa 10 tricolor tem algum problema físico mais sério somente uma vez a cada dez meses e duas semanas, uma média ótima para um jogador da sua idade que raramente é substituído.

Além de Daniel Alves, o São Paulo não poderá contar nos próximos dias com Luciano e Eder. O primeiro sofreu um pequeno estiramento na região posterior da coxa esquerda, enquanto o segundo teve um edema na região posterior da coxa direita diagnosticado após a partida contra o Racing, na Argentina.

Gazeta Esportiva