Na última quarta-feira o São Paulo jogou contra o Racing da Argentina e demonstrou claro sinais de desgastes físicos. O lateral Daniel Alves e o atacante Luciano foram substituídos se queixando de dores musculares. Éder ao final de jogo também reclamou de dores.

O time encarou uma maratona de dez jogos disputados desde 11 de abril, quando o futebol foi retomado após a paralisação por causa do agravamento da pandemia do novo coronavírus no estado.

O São Paulo projeta que o elenco chegue a 11 de maio com 10.523 minutos jogados em 30 dias, o que representaria o maior período no gramado durante um mês em uma avaliação feita desde janeiro de 2019.

O desgaste são-paulino é visto nos resultados — foram dois empates seguidos após uma sequência de oito vitórias — e também no número de atletas que passam pelo departamento médico. Os jogadores que estão no departamento médico do São Paulo são: Joao Rojas, Orejuela, Eder, Luciano e Dani Alves.

Mercado do Futebol