São Paulo vem vivendo um grande momento neste início de temporada. Sob o comando de Hernán Crespo, a equipe já balançou as redes 20 vezes em apenas oito jogos, superando marcas de anos passados e ficando muito próximo de igualar a performance ofensiva de 2020, quando o Tricolor era treinado por Fernando Diniz.

A nível de comparação, em 2018, ano em que foi eliminado na semifinal do Paulistão, o São Paulo marcou 15 gols em 16 partidas do torneio. Em 2019, quando foi à decisão, balançou as redes 17 vezes em 18 jogos, números que evidenciam a falta de poderio ofensivo da equipe.

Na última temporada, sob o comando de Fernando Diniz, a situação mudou. O São Paulo foi de time com uma média inferior a um gol por jogo para uma das equipes com um dos melhores ataques do futebol brasileiro.

Mesmo sendo eliminado precocemente do Paulista, ainda nas quartas de final, para o modesto time do Mirassol, o Tricolor conseguiu marcar 21 gols em 13 jogos, marca bastante representativa levando em consideração o desempenho ofensivo do clube nos Estaduais dos últimos anos.

Fato é que agora o ataque são-paulino está ainda mais afiado. Com Hernán Crespo, o time já balançou as redes 20 vezes em apenas oito jogos, ficando a um tento de igualar o desempenho ofensivo do ano passado no Paulistão, mas com cinco jogos a menos.

Os dois atletas que mais participa de gols nesta temporada são Reinaldo e Pablo. O camisa 9, tão criticado em 2020, já marcou três gols e deu outras duas assistências nesses oito jogos. Já o lateral-esquerdo soma três assistências e um gol.

Gazeta Esportiva