Confira matéria do GE sobre artilheiro da Ponte:

Contra um Santos famoso por revelar talentos em abundância, quem se destacou foi um jovem da Ponte Preta. Aos 20 anos, o atacante João Veras mostrou oportunismo e viveu na última sexta-feira a noite mais especial da curta carreira.

Com dois gols na vitória da Macaca por 3 a 0, ele chegou a três no Campeonato Paulista, virou o artilheiro da Macaca e já pode ser considerado uma espécie de “carrasco” dos grandes, uma vez que tinha marcado também contra o Corinthians.

O atacante teve o nome ligado recentemente ao São Paulo, mas fora de campo. É que o Tricolor passou a ter prioridade na compra de Veras como parte do acordo para o empréstimo do volante Marcos Júnior à Macaca.

Na prática, isso significa que se algum outro clube demonstrar interesse em contratar João Veras, a Ponte precisa comunicar ao São Paulo, que terá a preferência no negócio.

O contrato de Veras com a Macaca vai até 31 de dezembro de 2022. Ele é visto no Majestoso como um ativo que pode render aos cofres do clube num futuro próximo.

Veras, com características de área, chegou ao Majestoso para a disputa da Copa São Paulo de 2020, com os direitos econômicos divididos entre Ponte e XV de Piracicaba. Fã de Balotelli, ele usa a camisa 45 em homenagem ao atacante italiano.

João Veras foi promovido ao profissional depois de fazer três gols em cinco jogos na Copinha, mas não teve espaço e disputou a Copa Paulista no segundo semestre pelo time sub-23.

Voltou a se destacar ao marcar cinco vezes em cinco partidas e ganhou nova chance no grupo principal para a reta final da Série B, quando participou de 12 jogos – alguns como titular, com um gol, contra o Botafogo-SP.

Ele acabou afastado dos treinos e multado no início de 2021 por descumprir protocolo contra Covid-19 após flagra em casa noturna ao lado do volante Danrley. A dupla, aliás, já tinha sido suspensa durante o Paulistão de 2020 por problemas disciplinares.

Na atual temporada, Veras começou na reserva de Paulo Sérgio, mas uma lesão muscular do concorrente abriu espaço para que ele tivesse uma sequência entre os titulares.

Vinha sendo contestado e talvez o jogo com o Santos fosse a última chance desde o início. Agora, com os dois gols, ganha moral para manter a posição diante do Red Bull Bragantino, na próxima segunda-feira, às 20h, fora de casa.

https://globoesporte.globo.com/sp/campinas-e-regiao/futebol/noticia/prioridade-do-sao-paulo-carrasco-dos-grandes-e-fa-de-balotelli-quem-e-joao-veras-artilheiro-da-ponte.ghtml