Há um tempo, o São Paulo sofria com a falta de uma dupla fixa de atacantes. Desde a saída de Brenner para o FC Cincinnati, dos EUA, o Tricolor mesclava a linha ofensiva nas partidas.

No clássico contra o Palmeiras, no dia 19 de fevereiro, pela 34ª rodada do Brasileirão, Luciano e Gonzalo Carneiro fizeram a dupla de atacantes. Com a saída do centroavante uruguaio da equipe, a posição virou uma urgência no time ainda comandado por Marcos Vizoli.

A linha ofensiva do São Paulo era composta por Jonas Toró pela esquerda, Luciano centralizado e Igor Gomes pela direita. Assim foi contra o Botafogo. Já contra o Flamengo, pela última rodada do Brasileirão, Pablo foi o companheiro de Luciano.

Com apenas o Campeonato Paulista começando, o São Paulo foi ao mercado e contratou o atacante ex Jiangsu Suning, da China e ex Inter de Milão, da Itália, Éder Citadin, de 34 anos. O jogador terá, nada mais nada menos, do que uma disputa bastante acirrada pela titularidade na equipe de Crespo.

Neste início de temporada sob o comando do argentino, Pablo tem sido o jogador mais acionado para fazer a dupla com o camisa 11. O atacante é um dos que vem se destacando com a camisa do São Paulo nesse início. O jogador não teve tanto espaço na temporada passada e agora tem sido peça chave nas partidas e arrancou elogios do técnico Crespo.

Com dois gols e duas assistência, o camisa 9 retomou a confiança do torcedor e tem tido atuações para lá de boas, marcando golaços e dando passes magistrais. É o atleta que possui mais participações em gols pela equipe, com quatro. Além de ser o artilheiro da equipe ao lado de Gabriel Sara e Joao Rojas.

Já Luciano é outro que vem sendo um jogador imprescindível no ataque do Tricolor. Articulador, não sendo somente um atacante fixo, o camisa 9 também sai da área para criar jogadas e também balançar as redes. Artilheiro do Campeonato Brasileiro da última temporada com 18 gols, o jogador é titular absoluto da equipe e se tornou sinônimo de gol para o torcedor.  

Rojas é outra opção que tem um lugar especial no coração do torcedor são-paulino. O jogador está em um processo de volta, mas vem de boas atuações depois de ficar parado por conta de uma lesão. Neste início de temporada, o atleta já mostrou trabalho e possui dois gols e uma assistência.

Dessa forma, Crespo já terá que lidar com jogadores que, temporada passada não eram tão utilizados, mas que nesse início, estão pedindo passagem para a titularidade na equipe.

A nova contratação da equipe paulista é experiente em solo internacional. Com passagens por Empoli (2006/07 e 2009/2010), Frosinone (2007/2008/2009), Brescia (2010/11), Cesena (2011/2012), Sampdoria (2011 até 2015), Inter de Milão (2015/16 até 2018), Jiangsu Suning (2018 até 2020), Éder terá que demonstrar trabalho para ganhar uma vaga na equipe de Crespo.

A presença de tantos jogadores querendo demonstrar serviço é algo positivo, já que Crespo tem rodado bastante a equipe, fazendo com que os jogadores apresentem e aumentem cada vez mais seu nível.

Esporte News Mundo