Desde o início da temporada, o São Paulo é o clube brasileiro com maior movimentação no mercado de transferências. Mesmo com problemas financeiros, o clube do Morumbi tem aproveitado oportunidades para fechar contratações a custo baixo e reforçar o elenco comandado por Hernán Crespo.

Além de fortalecer o grupo de jogadores visando findar o jejum de títulos, a busca por reforços está ligada a um pedido do técnico argentino, que quer contar com um elenco diversificado e com opções em todos os setores. Crespo entende ser importante ter alternativas que permitam variações táticas, moldando o time de acordo com cada contexto.

O modo de pensar é totalmente diferente em relação a Fernando Diniz, que buscava trabalhar com um elenco mais reduzido. O ex-treinador do São Paulo tinha predileção pela repetição de uma equipe titular, sem mudanças entre as partidas. Além disso, chegou a exaltar diversas vezes a importância dos atletas saberem realizar diversas funções em campo.

No Defensa y Justicia, Crespo fazia alterações sistemáticas no time, inclusive poupando os principais jogadores na Copa da Liga Argentina, valorizando a Sul-Americana. Ainda é cedo para dizer se o treinador fará o mesmo rodízio do Tricolor, mas as contratações dão indícios de que o comandante buscará flexibilidade nas estratégias para as partidas.

Até o momento, o São Paulo já reforçou praticamente todas as posições do elenco, com exceção do gol e da lateral esquerda. Miranda, para a zaga, e Orejuela, para a lateral direita, já foram oficializados. Além deles, o segundo volante William e o atacante Éder já estão acertados. Por fim, o meia armador Benítez já treina no CT da Barra Funda e depende de detalhes finais para ser anunciado.

Gazeta Esportiva