Muricy Ramalho foi sincero ao falar sobre a atual situação financeira do São Paulo em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva. O coordenador técnico tricolor externou sua preocupação com a limitação do clube para fazer investimentos no mercado e admitiu que a diretoria terá de tirar alguns coelhos da cartola.

“Não é que estou reclamando ou criticando alguém do passado, mas não é fácil a situação, é dificílima para nós. Teremos que ser muito criativos, mas ao mesmo tempo não viemos para ser mais um”, disse Muricy Ramalho.

O ex-treinador, que venceu três Campeonatos Brasileiros pelo São Paulo de forma consecutiva, também lembrou que optou por sair da sua zona de conforto justamente para ajudar o clube a dar a volta por cima, embora haja grandes dificuldades no caminho.

“Estava morando na praia, sossegado. Não vim para cá de graça, vim para ganhar. Vamos ter que ser muito criativos. Nós não podemos errar com jogador, o grande problema é esse”, alertou.

O processo rigoroso para a definição do substituto de Fernando Diniz deve continuar, mas de uma outra forma no que diz respeito a possíveis reforços. A diretoria vem analisando minuciosamente as opções de mercado para reduzir a chance de erro na escolha. Em um clube que não dispõe de uma condição financeira confortável, contratar jogadores errados pode comprometer uma temporada inteira.

“O São Paulo está numa situação difícil? Está, mas teremos que investir alguma coisa. Nós vamos ter que ser criativos. Estamos buscando. O mesmo que fizemos com os técnicos, para você ter uma ideia entrevistei uns dez técnicos, caras bons, mas chegamos no Crespo. Jogador estamos fazendo igual. Não podemos errar em jogador, o grande problema é esse”, concluiu.

Gazeta Esportiva