Amigos tricolores,

Depois de alguns dias de espera, temos um novo técnico. Pelo menos já vimos uma mudança no São Paulo que me agradou, não foi aquela mudança do dia para a noite, saiu um na 2a, chega outro na 3a.

A decisão parece ter sido muito bem pensada e teve Muricy como comandante desse processo. Nele eu confio!

O processo foi muito parecido com processos de contratação de diretoria de grandes empresas. Sim, faço muitas analogias entre futebol e empresas, e quando se contrata um diretor não é selecionado o currículo dele na Catho.

Há empresas especialistas em achar o perfil certo para cada empresa. Depois disso, são entrevistados por várias pessoas, passando por várias análises até achar o executivo certo.

Esse modelo foi aplicado no São Paulo agora. Torcendo demais para dar certo.

O São Paulo também não foi atrás de técnico medalhão defasado no mercado brasileiro, esse é um outro ponto.

Claro que com a saída de Diniz as especulações foram enormes, assim como as piadas.

Surgiram vários nomes, Portugueses, Brasileiros e Argentinos dominavam a lista.

Um dos argentinos ganhou a disputa, Hernan Crespo um dos maiores craques da história da Argentina.

Centroavante matador, com técnica e a conhecida raça Argentina.

Será que ele conseguirá passar isso a Pablo e Cia?

Esperar para ver.

E a fila?

Estamos entrando no 9o ano sem título, no 13o ano sem Brasileiro e no 16o sem um Paulista, Libertadores ou Mundial. Está na hora de acabar com essa fila, na verdade, passou da hora!

No fim do ano passado, nos iludimos com a possibilidade dos títulos Paulista e Copa do Brasil, ledo engano, perdemos os 2.

No Brasileiro as chances matemáticas são reais, as psicólogas não.

Ninguém sabe ao certo o que houve no vestiário para dar toda essa encrenca que culminou na perda de um dos mais ganhos títulos da nossa história, mas algo de grave ocorreu!

E se foi por causa da saída do Pássaro, bem, devemos então mandar embora todo o elenco, pois não é possível que a saída de um cara – que saiu porque quis – possa abalar o emocional desses jogadores. Se foi isso, temos que ter homens em campo e não um monte de jogador floquinho de neve geração TikTok.

É tempo de aposta?

Essa foi uma das perguntas que mais li nas redes sociais. Com certeza não. Mas Crespo, em um primeiro momento, nos dá a impressão de ser uma aposta, assim como seria se Angel Ramirez viesse.

São técnicos novos com poucos títulos na carreira. Circula, por exemplo, na internet estatísticas de que Crespo tem mais derrotas do que vitórias em sua carreira.

Segundo o jornalista PVC, “ o São Paulo confia que o processo de seleção desenvolvido pela diretoria, com participação de Muricy Ramalho, do diretor estatutário Carlos Belmonte, do presidente Júlio Casares, e executado com os detalhes financeiros pelo diretor-executivo Rui Costa, será a grande arma para ter um treinador de sucesso e por muito tempo”.

A esperança é de mudanças, mas como sabemos, processos de mudança são lentos, requer paciência e esforço, entretanto os menos esforçados sofrem a eliminação natural, saindo, ou “sendo saídos”.

Crespo é uma aposta, não temos tempo, mas também não sabemos como foram as conversas com ele. Prefiro acreditar que essa aposta seja certeira.

Carreira como técnico

Crespo tem 6 anos como técnico. Começou sua carreira em 2014 no time de juniores do Parma (Itália) time que encerrou sua brilhante carreira de jogador em 2012.

Passou por times de pouca expressão no futebol como Modena, Banfield e o mais recente Defensa Y Justicia.

O São Paulo será o primeiro time grande da carreira do argentino.

Como jogador, a lista de títulos é enorme, como técnico, apenas ano passado com o Defensa Y Justicia vencendo a Copa Sul-Americana, coincidentemente o nosso último título.

Há méritos para quem vence um título sul-americano com times modestos, sem dúvida, mas me preocupa o quanto isso terá peso para os mimados jogadores brasileiros respeitarem o técnico.

Sempre ouvi, de técnicos e até ex-jogadores, que quando um técnico chega em um time com uma série de conquistas são mais respeitados, faz sentido, mas vimos também que por muito tempo Diniz foi respeitado no São Paulo sem ter ganho nada de importante na carreira de técnico.

Ponto positivo para Crespo é seu vasto número de títulos como jogador. Isso traz a mentalidade vencedora que Júlio Casares tanto está pregando nesse novo São Paulo que ele está construindo, ou melhor, reescrevendo como era o tema da sua chapa grafite na eleição do ano passado.

Opção pelo São Paulo

A imprensa crava que o Santos – já sabendo que Cuca sairá no fim desse mês – e a Seleção Chilena foram atrás de Crespo que optou pelo São Paulo.

Sabemos tamb̩m que os portugueses entrevistados ou pediram muito dinheiro Рalgo em torno de 5 a 6 vezes o valor a ser pago para Crespo Рou optaram por seguir carreira na Europa.

As conversas com Crespo parecem ter alegrado Muricy e Casares, o que foi decisivo para a sua chegada. Crespo terá a missão de reconstruir o time, com o aval de Casares para isso. E sabemos que isso se faz necessário!

O que esperar?

Cada um tem a sua opinião e darei a minha, pois nunca fico em cima do muro.

Crespo não era o meu preferido. Queria ver o Osório novamente no São Paulo, pois para mim, ficou aquela sensação de que ele nos levaria mais longe.

Entendi perfeitamente que a proposta da seleção do México, financeiramente e ainda dirigir o time em uma Copa do Mundo, era irrecusável, por isso a saída do São Paulo. Qualquer um aqui mudaria de emprego pelo dobro do salário, 10x então…

“Ainnnn viúva do Osório”

Para mim, nos últimos anos ele foi o melhor técnico que tivemos, depois de Muricy. Como disse, eu tenho a sensação de que ele nos levaria mais longe nas competições com grandes chances de título. Mas não virá nesse momento.

A aposta do São Paulo é no trabalho de longo prazo de Crespo, o recado foi dado, devemos ter paciência, mesmo que com

8 anos sem título isso seja difícil de ter.

O São Paulo está terra arrasada e vai demorar para colocar o gigante de pé novamente.

Nem sempre o jogador ou técnico que chegam são os nossos preferidos, logo, não será meu artigo ou meia dúzia de tweets da torcida com 2 curtidas que vai mudar isso, então, vamos apoiar, cobrar, torcer e rezar para que Deus tenha piedade de nós, tire as maçãs podres do elenco e nos ilumine para o caminho das vitórias.