Há 2 semanas atrás, o Blog anunciou que o São Paulo tinha acertado a permanência do paraguaio Galeano até o fim de 2021 por empréstimo enquanto setoristas e gente mal informada dizia que só tinha garantias até o fim de Janeiro.

Pois bem, hoje, com documento assinado que era só a formalização que faltava, Galeano tem ainda prioridade de compra e fica no Tricolor até o fim deste ano podendo mostrar com segurança ao clube os seus talentos.

Nesta quarta-feira (27), o São Paulo certou com o Rubio Ñú, do Paraguai, a prorrogação de empréstimo de Antonio Galeano até o fim de 2021. Em dezembro, ainda na gestão Leco, o clube já havia prorrogado o contrato de Galeano para o fim de janeiro, que foi renegociado pela atual gestão.

Os valores da prorrogação do empréstimo se mantiveram os mesmo em caso de opção de compra, deste modo se o São Paulo optar por um contrato definitivo teria que desembolsar 600 mil dólares (R$3,1 milhões) por 60% dos direitos econômicos.

Destaque na base do São Paulo em 2020, Galeano atuou em 25 partidas e anotou 18 gols. A boa fase do paraguaio não passou despercebida por Fernando Diniz que o promoveu ao profissional no final de 2020.

Galeano fez sua estreia no profissional na partida contra o Ceará, em novembro, no entanto atuou apenas nos minutos finais, desde então o jogador vem sendo relacionado por Diniz para as partidas.

– É um jogador que tem um histórico muito bom na base. Ele está se adaptando ao jeito de jogar, aos jogadores. Do sub-20 para o profissional tem uma distância gigantesca, temos que colocar na hora que vermos que o jogador pode produzir. Ele está se dedicando cada vez mais – disse Diniz.

Mercado do Futebol