Na última quarta-feira (30), o São Paulo foi eliminado da Copa do Brasil 2020. No estádio Cícero Pompeu de Toledo, popularmente conhecido como Morumbi, o SPFC ficou no 0x0 com o Grêmio – que avançou por ter vencido o jogo de ida por 1×0. Fernando Diniz, técnico da equipe, foi criticado por Arnaldo Ribeiro. Em live no canal Arnaldo e Tironi, que mantém com o também jornalista Eduardo Tironi no Youtube, ele falou do estilo de jogo dos paulistas.

De acordo com Arnaldo Ribeiro, o treinador precisa ter mais opções para jogo como esse. “Acho que o Diniz, pra se tornar um técnico vencedor, tem que ter algumas alternativas dependendo do adversário. Não sei quando ele vai conseguir fazer. Acho, de novo, que é uma autossuficiência, como se o time dele fosse o melhor sempre. Não é o melhor sempre. De acordo com o adversário, tem que se adaptar – como todos os times fazem”, destacou.

Mais especificamente sobre o Tricolor Imortal, Arnaldo Ribeiro destacou que o estudo de Fernando Diniz não foi suficiente. “Pra ser campeão, Diniz tem que dar alguns passos. E ele não ter entendido como o Grêmio joga, depois de 300 minutos, me surpreendeu. Comprovou o que eu entendia como calcanhar-de-Aquiles dele. Ele demora a aprender, essa é uma questão”, afirmou.

Jogo feio

Questionado sobre o quão interessante é o estilo de jogo do Grêmio, Arnaldo Ribeiro contemporizou. O jornalista aproveitou para falar, também, de outro histórico técnico do SPFC. “Eu acho que isso faz parte do jogo. Vamos pegar o início de uma era gloriosa do São Paulo, a era Telê Santana. O primeiro campeonato que ele disputa é o Brasileiro 1990, ele perde os dois jogos para o Corinthians. O time do Corinthians, do Neto, o Ronaldo ficava dez minutos deitado, o Tupãzinho não deixava ninguém cobrar falta. Mas, depois dele ser eliminado daquela vez, ele aprendeu a jogar contra o Corinthians. Ele fazia algo diferente. O único jeito de parar isso é encontrar antídotos”, finalizou.

Torcedores.com