Semelhanças com Kaká

“O Kaká é uma referência para qualquer jogador, principalmente para quem se forma no São Paulo. É um ídolo, e procuro me espelhar nele não só como atleta, com todas as premiações coletivas e individuais que conquistou, mas também como pessoa. Não me vejo como um novo Kaká. Dentro de campo procuro desenvolver o meu estilo de jogo e usar minhas características para que, com muito trabalho e dedicação, eu escreva a minha história”.

Ídolo no futebol

“O Zidane [é meu ídolo], porque é da minha posição, e o melhor que vi jogar até aqui, além da imagem de uma boa pessoa, que é algo que prezo bastante. O outro é o Ronaldo Fenômeno, porque cresci vendo ele jogar, assim como o Zidane. É uma pessoa muito simples, um dos melhores de todos os tempos”.

Atuação de Diniz com o elenco

“O Diniz é um cara muito próximo não só de mim como de todos os jogadores. Ele está sempre em contato, não só para falar sobre os planos de jogo, mas também de vida e carreira. É uma pessoa extraordinária e que visa sempre o nosso bem. Um fato que me marcou muito foi quando ele falou que tínhamos que encarar o jogo como algo prazeroso, não só como uma grande responsabilidade, que assim o meu jogo iria fluir ainda mais. Essa e tantas outras conversas que tivemos me ajudaram bastante a reencontrar a minha regularidade na temporada”.

Destaque na atual temporada

“Eu não diria que 2020 foi o meu melhor ano, mas sim que foi primordial para a minha carreira, pois até aqui foi um ano de muito aprendizado e evolução. Essa foi uma temporada totalmente atípica, com jogadores e clubes sofrendo com a pandemia. Eu sempre trabalho muito para crescer na carreira e melhorar com o passar dos anos e espero seguir com essa evolução”.

Período de reserva no São Paulo

“Encarei aquele momento com naturalidade, uma opção do Diniz que respeitei e que me serviu como aprendizado. O São Paulo tem um elenco com muitos jogadores qualificados, e essa situação pode acontecer com qualquer um, por isso temos que manter sempre a regularidade. Segui trabalhando forte como sempre fiz, pois sabia que se continuasse me dedicando viria uma nova oportunidade, e quando aconteceu entrei e pude aproveitar”.

UOL