O São Paulo pode ter novamente um ídolo à frente de um cargo diretivo em 2021. Julio Casares conversa com Kaká a fim de contratá-lo para uma função na cúpula a partir do próximo ano. A atuação do ex-jogador, contudo, será longe do departamento de futebol.

A ideia do futuro presidente são-paulino é que Kaká trabalhe em uma área mais voltada para a divulgação do clube no exterior. O ídolo revelado pelo clube do Morumbi teria a incumbência de fechar parcerias e acordos internacionais em sua função.

Casares entende que Kaká tem o perfil necessário para ocupar um cargo que permita costurar acordos internacionais. Um dos motivos é a extensa carreira como jogador no futebol estrangeiro. Ele defendeu as cores de Milan, da Itália, Real Madrid, da Espanha, e Orlando City, dos Estados Unidos, durante a trajetória no esporte. O sucesso como jogador no futebol internacional e a credibilidade são dois pontos favoráveis à contratação do ex-atleta para o cargo no departamento internacional do Tricolor paulista.

Outro ídolo do clube estará em um posto diretivo em 2021. Muricy Ramalho terá a incumbência de ocupar o cargo de coordenador de futebol e atuará ao lado do esporte no âmbito profissional e nas divisões de base. Raí pode seguir como executivo de futebol até o fim da atual edição do Campeonato Brasileiro, que se encerrará em fevereiro de 2021. Na sequência, ele pode ocupar outro cargo no clube. Atualmente na função de superintendente de relações internacionais, o uruguaio Diego Lugano também não deve permanecer no São Paulo em 2021. O ex-zagueiro, neste momento, está fora dos planos de Casares para a sua gestão.

UOL