Após vencer o Flamengo, Diniz comenta o momento e as razões do sucesso:

“Não acho que vai mudar (a mentalidade do futebol brasileiro com técnicos). O Renato não está lá por ser longevo, está lá porque chegou e já ganhou. A Copa do Brasil, depois a Libertadores, depois chegou nas semifinais da Libertadores e venceu os estaduais. No São Paulo é um exemplo mais prático e assertivo que o Grêmio. Nesse ano aqui eu tive muitos momentos de pressão. Mas aí teve uma diretoria – disse Diniz.

– Ficamos cada vez mais juntos e fortes para que as coisas acontecessem. O São Paulo é um exemplo que quando tem algo que você acredita tem que manter. Não sou favorável que tem que ficar todo mundo. A escolha é o principal e depois você dá um suporte e dá um tempo razoável para acontecer. Não tem milagre. Tem trabalho”

saopaulo.blog