O São Paulo venceu ontem o Lanús no Morumbi, mas acabou eliminado da Copa Sul-Americana devido ao número inferior de gols marcados fora de casa no primeiro jogo e o torcedor viu o time cair prematuramente de uma competição pela terceira vez no ano, restando apenas a Copa do Brasil e o Brasileirão para disputar até fevereiro de 2021, quando se encerra a atual temporada.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte apresentada ontem, com Débora Miranda, Renato Maurício Prado e Vinicius Mesquita, José Trajano afirmou que o torcedor do São Paulo não aguenta mais ficar tanto tempo sem conquistar títulos e ver o time ser eliminado diante de times de menor expressão, como já havia ocorrido na Libertadores.

“O torcedor do São Paulo está de saco cheio com o que vem acontecendo há muito tempo, que o São Paulo não ganha rigorosamente nada. Se você botar no frigir dos ovos, vamos falar o português claro, você não pode ser eliminado pelo Mirassol, você não pode ser eliminado pelo Lanús no Morumbi, então são coisas que você tem que botar na conta não sei de quem, se é do Fernando Diniz, da diretoria, dos jogadores”, diz Trajano.

“Não jogou bem, no primeiro tempo não jogou nada. No segundo tempo tinha a obrigação de ir atrás, o São Paulo entrou perdendo do Lanús, tinha a obrigação de ir atrás do resultado e saiu perdendo no primeiro tempo, então no segundo tempo tinha que tomar vergonha na cara, que tomou de certa forma. No dia seguinte, depois que você acorda, vai trabalhar e vai conversar com os amigos, começa esse sentimento que é tudo horroroso lá”, completa.

O jornalista chama a atenção para as seguidas eliminações do São Paulo em competições internacionais para clubes de menor escalão do futebol argentino, como Defensa y Justicia, Colón e Talleres, além do Lanús, no jogo de ontem. “Não pode ser eliminado pelo Lanús, que é um time que não tem tradição nenhuma. O que o Lanús ganhou? Qual é a história do Lanús no futebol argentino? Quando perdeu para o River Plate é outra história, aí perdeu para um grande adversário. E tem essa coisa que nós temos que somar, só perde para time médio argentino, já virou uma sina, se disputasse o Campeonato Argentino ele cairia”, conclui.

UOL