O São Paulo é o time mais ciclotímico, bipolar, imprevisível do futebol brasileiro. A eliminação da Copa Sul-americana no placar agregado de 6 a 6 (derrota por 3 a 2 na Argentina e vitória de 4 a 3 no Morumbi nesta quarta-feira) com o Lanús confirma isso.

Um resultado incrível em partida fora do comum Quando tinha menos um zagueiro, virou o jogo e abriu os dois gols de vantagem de que precisava. Com o placar da classificação, 4 a 2, Fernando Diniz remontou a defesa e com a zagueirada em campo a equipe Granate fez o terceiro gol, que faz o time dos arredores de Buenos Aires avançar.

Tudo isso aconteceu apenas três dias depois da maior vitória tricolor no ano, os 4 a 1 sobre o Flamengo, no Maracanã. Por essas e outras é impossível afirmar que o São Paulo é um real candidato a títulos em 2020. Que montanha russa!

Como é possível ao torcedor realmente crer em título com tal irregularidade? Essa eliminação na Sul-americana se soma a outras contra times argentinos que não figuram entre os maiores do país vizinho, casos de Defensa y Justicia (2017), Colón (2018) e Talleres (2019), este na fase preliminar da Libertadores. E neste ano o River Plate ajudou a tirar os tricolores do torneio.

UOL