Diniz comentou sobre Léo, jogador entrou no final do jogo e acabou batendo o penal decisivo após uma semana que abriu o jogo sobre racismo:

“É um jogador que ganhou muita representatividade mesmo. Pode jogar de lateral, de quarto zagueiro e pode ser que jogue de outras coisas também. É um jogador versátil, de boa estatura. Acho que foi um prêmio para ele (bater o pênalti decisivo) até para coroar a semana na qual ele postou esse vídeo (falando sobre racismo), uma lição de vida para todo mundo, e a gente deve olhar mais para esses aspectos. O Léo não é exceção, não tem surpresa na história dele. Só foi contada de maneira bonita, como é bonito o Léo, uma pessoa que entrega 100%. É um grande exemplo. A história de vida dos nossos jogadores é essa, o padrão se repete. Temos que saber dar suporte. O Léo é um sobrevivente e um vencedor.”

Blog do São Paulo