O São Paulo chega à segunda metade da temporada com uma possibilidade real de título. Mesmo no G4, o Tricolor paulista vê a Copa do Brasil como a grande oportunidade de levantar uma taça. O time estreou no torneio contra o Fortaleza, na última quarta-feira (14), e empatou por 3 a 3 no jogo disputado na Arena Castelão. A volta será no próximo domingo (25), no Morumbi.

Os torneios disputados pela equipe, o que inclui uma possível classificação para a Sul-Americana amanhã (20), após o jogo contra o Binacional, só se encerrarão em 2021. Porém, a Copa do Brasil surge como a opção mais atrativa para o clube por alguns motivos:

Finanças

A primeira razão para a tentativa de título é monetária. Em crise financeira, o clube pode alcançar uma premiação elevada. O torneio é o que melhor paga no Brasil atualmente — são R$ 67 milhões entregues ao campeão. O valor é superior até que o faturamento do vencedor do Brasileirão (R$ 31,74 milhões). Uma vitória nas oitavas de final pode render R$ 2,6 milhões aos paulistas.

Vitória sobre Ceni

Para avançar na Copa do Brasil 2020, o São Paulo precisará passar pelo Fortaleza, time de Rogério Ceni e rival nas oitavas de final da competição. A motivação de vencer o ex-goleiro não é propriamente do clube, mas, sim, da atual comissão técnica. Fernando Diniz é pressionado constantemente pelo ídolo tricolor. Não que o técnico da equipe cearense declare ou force uma situação de retorno. Porém, há defensores de seu retorno ao Morumbi para o cargo a partir do próximo ano, quando haverá um novo mandatário.

Chance de cumprir meta

A classificação diante do Fortaleza representa uma chance de cumprir a meta esportiva determinada no orçamento de 2020 (documento revisado pelo Conselho de Administração do clube). Em dezembro do ano passado, ficou definido que a projeção seria chegar ao menos na quarta colocação no Campeonato Brasileiro, na semifinal do Campeonato Paulista, nas quartas de final da Copa do Brasil, e nas oitavas da Copa Libertadores.

Os objetivos impostos para Copa Libertadores e Campeonato Paulista não foram bem-sucedidos. O clube ainda tem possibilidades de cumpri-los no Brasileirão e na Copa do Brasil. O único plausível ainda para 2020 é a classificação para as quartas de final do torneio de mata-mata.

Caminho para a Libertadores

Embora seja um clichê do futebol, a Copa do Brasil representa realmente o caminho mais curto para a volta à Libertadores em 2021. Vencer o torneio sinifica entrar em campo apenas oito vezes — oitavas de final, quartas de final, semifinal e final. No Brasileirão, o vencedor precisa de 38 rodadas. A Copa Sul-Americana, outra alternativa, tem dois jogos a mais.

UOL